O que é rendimento real em DeFi?
P√°gina Inicial
Artigos
O que é rendimento real em DeFi?

O que é rendimento real em DeFi?

Avançado
Publicado em Jan 25, 2023Atualizado em Jun 16, 2023
6m

TL;DR

O rendimento real (real yield) cripto atua como uma m√©trica que compara o rendimento oferecido com a receita de um projeto. Se, em termos reais, os retornos de staking forem maiores do que os juros proporcionados, as emiss√Ķes de tokens s√£o classificadas como "dilutionary emissions" (em tradu√ß√£o livre, "emiss√Ķes diluentes"). Isso significa que seu rendimento n√£o √© sustent√°vel ou, em outros termos, n√£o √© ‚Äúreal‚ÄĚ. O rendimento real n√£o √© necessariamente melhor do que as emiss√Ķes diluentes, que muitas vezes s√£o utilizadas para fins de marketing. No entanto, esse indicador pode ser uma ferramenta √ļtil para avaliar as perspectivas de rendimento de um projeto a longo prazo.

Introdução

Os altos APYs frequentemente oferecidos no mundo das finan√ßas descentralizadas (DeFi) s√£o certamente intrigantes para muitos investidores. No entanto, se voc√™ j√° obteve retornos de 100% ou mesmo 1000% em uma oportunidade de staking, sabe que √© interessante questionar se uma oferta √© boa demais para ser verdade. Um m√©todo popular para avaliar os rendimentos prometidos √© calcular o rendimento real de um projeto. Este √© um c√°lculo simples, r√°pido e relativamente eficaz, que pode ajud√°-lo a avaliar rapidamente a viabilidade das promessas de um projeto e estimar o qu√£o ‚Äúreal‚ÄĚ √© realmente o seu rendimento.

O que é Yield Farming em DeFi?

O yield farming permite que os usuários obtenham criptomoedas como recompensa ao bloquear seus ativos em pools que geram rendimentos. Existem muitas oportunidades de yield farming, incluindo pools de liquidez, staking em redes nativas e protocolos de empréstimos. O que elas têm em comum é que todas geram um retorno para o usuário. Em troca, usam os fundos desse usuário em prol do funcionamento do sistema. Os yield farmers frequentemente usam protocolos que maximizam seus retornos, conhecidos como otimizadores de rendimento. Além disso, os yield farmers movimentam seus fundos, em busca dos melhores retornos disponíveis no mercado.

√Ä medida que o setor DeFi se tornou mais popular, muitos protocolos passaram a oferecer recompensas mais altas como incentivos para os stakers. No entanto, isso resultou em APYs extremamente altos e insustent√°veis, at√© mesmo acima de 1000% em alguns casos. Quando esses n√≠veis de APY ca√≠ram, como resultado do decl√≠nio das tesourarias dos projetos, os pre√ßos de muitos tokens despencaram, √† medida que os usu√°rios tentavam vender os tokens do farming o mais r√°pido poss√≠vel. Constatou-se ent√£o, que a demanda por tais tokens estava associada √†s emiss√Ķes e n√£o √† sua utilidade.

Com altos APYs no setor DeFi, como estimar o verdadeiro valor dos projetos e seu potencial de geração de juros? Uma opção é observar o rendimento real da criptomoeda de um projeto.

Rendimento real e sustent√°vel vs. emiss√Ķes diluentes

Quando classificamos o rendimento como ‚Äúreal‚ÄĚ, nos referimos √† sua sustentabilidade. Se as receitas de um projeto cobrem a quantidade de tokens distribu√≠dos aos stakers, os fundos deste projeto n√£o est√£o sendo "drenados". Teoricamente, se as receitas permanecerem as mesmas, o projeto poderia manter o mesmo APY em termos reais, indefinidamente.¬†

No entanto, tamb√©m √© comum ver emiss√Ķes diluentes de tokens ‚Äď cen√°rio em que o projeto distribui o APY de maneira insustent√°vel a longo prazo, geralmente esgotando seu tesouro. Caso a receita do projeto n√£o aumente, torna-se imposs√≠vel manter o mesmo n√≠vel de APY. Normalmente, esse APY √© distribu√≠do na forma de tokens nativos do projeto, j√° que h√° um grande fornecimento de tokens dispon√≠veis.

Os stakers também podem fazer farming desses tokens e vendê-los no mercado aberto, consequentemente reduzindo seu preço. Isso pode causar um círculo vicioso em que mais tokens nativos devem ser distribuídos para oferecer o mesmo nível de APY, o que provoca a redução ainda mais rápida do tesouro do projeto.

Note que, embora o ‚Äúreal yield‚ÄĚ seja preferencialmente distribu√≠do em tokens blue-chip, um projeto que distribui seus tokens nativos tamb√©m pode faz√™-lo de maneira sustent√°vel.

O que é o rendimento real cripto como uma métrica?

A métrica de rendimento real cripto é uma maneira rápida de avaliar o rendimento oferecido por um projeto em relação à sua receita. Com isso, é possível avaliar quanto das recompensas do projeto são diluentes ou majoritariamente respaldadas pela emissão de tokens, em vez de financiadas por uma receita. Vamos ver um exemplo. 

Ao longo de um m√™s, o projeto X distribuiu 10.000 de seus tokens a um pre√ßo m√©dio de US$ 10, com um valor total de emiss√Ķes de US$ 100.000. No mesmo per√≠odo, o projeto gerou uma receita de US$ 50.000. Com uma receita de apenas US$ 50.000, mas US$ 100.000 pagos em emiss√Ķes, o rendimento real apresenta um d√©ficit de US$ 50.000. Portanto, fica claro que o APY oferecido √© altamente dependente das emiss√Ķes diluentes, e n√£o do crescimento real. Esse simples exemplo n√£o considera as despesas operacionais, mas ainda √© uma estimativa aproximada razo√°vel para a avalia√ß√£o do rendimento.

Voc√™ deve ter notado que o conceito de rendimento real (ou real yield) √© semelhante ao conceito de dividendos no mercado de a√ß√Ķes. Uma empresa que paga aos acionistas dividendos n√£o respaldados pela receita correspondente seria obviamente insustent√°vel. Em projetos blockchain, a receita vem principalmente das taxas de servi√ßos oferecidos. No caso de um automated market maker (AMM), isso pode ser uma taxa de transa√ß√£o da pool de liquidez. J√° um otimizador de rendimentos, pode compartilhar sua taxa de desempenho com os holders do seu token de governan√ßa.

Como garantir que seu rendimento DeFi seja real?

Primeiro, você precisa encontrar um projeto com boa reputação, que ofereça serviços confiáveis. Assim, você terá o melhor ponto de partida para obter um rendimento sustentável. Em seguida, dê uma olhada no potencial de rendimento do projeto e entenda como exatamente você pode participar. Pode ser necessário fornecer liquidez a um protocolo ou fazer staking de tokens de governança em uma pool. O bloqueio de tokens nativos também é um mecanismo comum. 

Para muitos que buscam rendimentos, o pagamento dos mesmos em tokens blue-chip √© prefer√≠vel, devido √† menor volatilidade desses ativos. Depois de encontrar um projeto e entender seu mecanismo, lembre-se de verificar o rendimento real do projeto usando a f√≥rmula acima. Vamos dar uma olhada em um modelo que tem um rendimento real embutido em seu modelo de economia (tokenomics) ‚Äď veremos tamb√©m como verific√°-lo com nossa m√©trica.

Um protocolo automated market maker oferece rendimento de duas maneiras. Primeiro, aos holders de seu token de governança, ABC, e segundo, aos holders de XYZ, seu token LP (provedor de liquidez). Por padrão, dez por cento da receita da plataforma é mantida para o tesouro do projeto. O restante é dividido (50/50) entre os holders dos dois tokens em suas respectivas pools de recompensas e pagos em BNB. 

Seus cálculos estimam que o projeto gera US$ 200.000 em receita mensal. De acordo com o modelo de tokenomics do projeto, US$ 90.000 em BNB são distribuídos aos stakers da pool de recompensas ABC e US$ 90.000 para os stakers da pool de recompensas XYZ. Podemos calcular o rendimento real da seguinte forma:

US$ 200.000 ‚Äď (US$ 90.000 X 2) = US$ 20.000

Nosso c√°lculo mostra que h√° um excedente de US$ 20.000 e que o modelo de rendimento √© sustent√°vel. O modelo de tokenomics para distribui√ß√£o de rendimento garante que as emiss√Ķes nunca ultrapassem a receita. A escolha de um projeto DeFi com um modelo de distribui√ß√£o sustent√°vel √© importante para que voc√™ encontre o rendimento real, sem precisar se preocupar com os n√ļmeros.

Confiar no rendimento real é benéfico para o setor DeFi?

Em suma, n√£o necessariamente. No passado, alguns projetos utilizaram as emiss√Ķes de tokens para atrair usu√°rios. Normalmente, esses projetos optam por uma redu√ß√£o gradual de suas emiss√Ķes e mudam para modelos mais sustent√°veis. Seria errado dizer que buscar o rendimento real √© objetivamente melhor e que depender de emiss√Ķes de tokens √© completamente insustent√°vel. Mas, a longo prazo, a tend√™ncia √© a valoriza√ß√£o de projetos DeFi com modelos de gera√ß√£o de receita que tenham casos de uso reais.

Considera√ß√Ķes finais

Considerando as li√ß√Ķes aprendidas em ciclos DeFi anteriores, o surgimento de mais protocolos que implementam recursos e impulsionam a ado√ß√£o e a gera√ß√£o de receita sustent√°vel, seria ben√©fico para o setor. Em rela√ß√£o √†s emiss√Ķes de tokens, a mensagem que fica tamb√©m √© clara: √© interessante que os usu√°rios as compreendam pelo que s√£o e entendam que as emiss√Ķes t√™m um papel importante na expans√£o da base de usu√°rios e na sustentabilidade dos projetos.

Leituras adicionais