Guia Sobre Golden Cross e Death Cross
Tabela de Conteúdos
Introdução
O que é golden cross?
O que é death cross?
Golden cross vs. death cross - qual é a diferença?
Como fazer trades usando golden cross e death cross
Considerações finais
Guia Sobre Golden Cross e Death Cross
Página InicialArtigos
Guia Sobre Golden Cross e Death Cross

Guia Sobre Golden Cross e Death Cross

Intermediário
Publicado em Jul 15, 2020Atualizado em Feb 3, 2022
7m

Introdução

Os padrões gráficos são abundantes quando se trata de análise técnica. Já falamos sobre eles em nosso Guia para Iniciantes Sobre os Padrões Clássicos de Gráficos e 12 Padrões Populares de Velas Usados em Análise Técnica. No entanto, existem muitos outros padrões que podem ser úteis para day traders, swing traders e investidores de longo prazo. Golden cross e death cross são dois desses padrões.
Antes de falarmos sobre golden cross e death cross, é preciso entender o que é a média móvel (MM). Basicamente, é uma linha traçada sobre um gráfico de preços. Ela mede o preço médio do ativo em um determinado período de tempo. Por exemplo, uma média móvel de 200 dias medirá o preço médio do ativo nos últimos 200 dias. Se quiser saber mais sobre médias móveis, temos um artigo sobre elas: O que são Médias Móveis?.
Então, o que são os padrões golden cross e death cross e como os traders podem usá-los em suas estratégias de trading?


O que é golden cross?

Uma golden cross (ou golden crossover) - em português, cruz dourada - é um padrão de gráfico que envolve um cruzamento de uma média móvel de curto prazo acima de uma média móvel de longo prazo. Normalmente, a média móvel (MM) de 50 dias é usada como a média de curto prazo e a MM de 200 dias é usada como a média de longo prazo. No entanto, esta não é a única maneira de interpretar um cruzamento golden crossover. Isso pode acontecer em qualquer período de tempo. A ideia é que uma média de curto prazo cruza, no gráfico, com uma média de longo prazo.

Normalmente, uma golden cross acontece em três fases:

  1. A MM de curto prazo está abaixo da MM de longo prazo, durante uma tendência de baixa.
  2. A tendência se inverte e a MM de curto prazo cruza acima da MM de longo prazo.
  3. Se inicia uma tendência de alta, onde a MM de curto prazo se mantêm acima da MM de longo prazo.


Uma golden cross indicando uma nova tendência de alta do Bitcoin.


Em muitos casos, uma golden cross pode ser considerada um sinal bullish (de alta). Por que? A ideia é simples. Sabemos que a média móvel mede o preço médio de um ativo em um determinado período. Sendo assim, quando a MM de curto prazo está abaixo da MM de longo prazo, significa que a ação do preço a curto prazo é bearish (de baixa) quando comparada com a ação do preço a longo prazo. 
Agora, o que acontece quando a média de curto prazo ultrapassa a média de longo prazo? O preço médio de curto prazo é superior ao preço médio de longo prazo. Isso indica uma potencial mudança na direção da tendência do mercado. É por isso que uma golden cross é considerada como sinal de alta (bullish).

Na interpretação convencional, a Golden Cross é o cruzamento da MM de 50 dias acima da MM de 200 dias. No entanto, a ideia geral por trás da golden cross é que uma média móvel de curto prazo cruza sobre uma média móvel de longo prazo. Ou seja, também podemos ter sinais de golden cross ocorrendo em outros intervalos de tempo (15 minutos, 1 hora, 4 horas, etc.). Ainda assim, os sinais de maior período de tempo tendem a ser mais confiáveis do que os sinais de intervalos menores.

Até agora, avaliamos a golden cross com o que chamamos de médias móveis simples (MMS). No entanto, há outra maneira popular de calcular uma média móvel, chamada de média móvel exponencial (MME). Ela usa uma fórmula diferente que coloca uma ênfase maior na ação do preço mais recente.

As MMEs também podem ser usadas para procurar cruzamentos (crossovers) de alta e baixa, incluindo a ocorrência da golden cross. Como as MMEs reagem mais rapidamente aos movimentos recentes de preços, os sinais de crossover que elas produzem podem ser menos confiáveis. Mesmo assim, os crossovers de MME são muito usados como ferramenta para identificar reversões de tendências.


O que é death cross?

Death cross é basicamente o oposto da golden cross. É um padrão de gráfico onde uma MM de curto prazo cruza abaixo de uma MM de longo prazo. Por exemplo, a MM de 50 dias cruza abaixo da MM de 200 dias. Sendo assim, uma death cross é geralmente considerado um sinal bearish (de baixa).

Normalmente, uma death cross acontece em três fases:

  1. A MM de curto prazo está acima da MM de longo prazo, durante uma tendência de alta.
  2. A tendência se inverte e a MM de curto prazo cruza abaixo da MM de longo prazo.
  3. Se inicia uma tendência de baixa, onde a MM de curto prazo se mantêm abaixo da MM de longo prazo.


Uma death cross confirmando uma tendência de baixa do Bitcoin.


Agora que entendemos o que é uma golden cross, é bem fácil de entender por que a death cross representa um sinal de baixa. A média de curto prazo cruza abaixo da média de longo prazo, o que indica uma perspectiva de baixa no mercado.

O padrão death cross forneceu sinais de queda antes de grandes crises econômicas da história, como as de 1929 ou 2008. No entanto, também pode fornecer sinais falsos, como ocorreu em 2016.


Falso sinal de cruzamento death cross da SPX, em 2016.


Como podemos ver no exemplo, ocorreu uma death cross e, logo após, o mercado retomou a tendência de alta, resultando em uma golden cross.


Golden cross vs. death cross - qual é a diferença?

Já discutimos os dois padrões, então a diferença entre eles não é difícil de entender. Eles são essencialmente padrões opostos. A golden cross é considerada um sinal de alta e a death cross, um sinal de baixa. 

Ambas podem ser confirmadas pelo alto volume de trading. Alguns analistas técnicos usam também outros indicadores técnicos para analisar o contexto do cruzamento (crossover). Alguns exemplos incluem o Moving Average Convergence Divergence (MACD) e o Índice de Força Relativo (Relative Strength Index - RSI)
É importante lembrar que as médias móveis são indicadores lagging e não possuem poder preditivo. Isso significa que ambos os cruzamentos normalmente fornecem uma forte confirmação de uma reversão de tendência que já aconteceu – e não de uma reversão que ainda está em andamento.



Como fazer trades usando golden cross e death cross

A ideia básica por trás desses padrões é bastante direta. Se você sabe como traders usam o MACD, entenderá facilmente como fazer trades usando esses sinais de crossover.
Quando falamos sobre golden cross e death cross convencionais, geralmente observamos o gráfico diário. Portanto, uma estratégia simples pode ser comprar em uma golden cross e vender em uma death cross. Na verdade, essa seria uma estratégia bem-sucedida para o Bitcoin nos últimos anos – embora houvesse muitos sinais falsos ao longo do caminho. Sendo assim, seguir cegamente um sinal normalmente não é a melhor estratégia. Portanto, recomendamos que você considere outros fatores e técnicas para análise do mercado.
Se quiser aprender uma estratégia fácil para construir uma posição de longo prazo, confira o artigo sobre Dollar-Cost Averaging (DCA).

A estratégia de crossover mencionada acima é baseada em cruzamentos diários de médias móveis (MM). E quanto a outros períodos de tempo? Os padrões golden cross e death cross ocorrem da mesma forma e os traders procuram obter vantagens com eles. 

No entanto, como acontece com a maioria das técnicas de análise de gráficos, os sinais de períodos mais longos são mais fortes do que os sinais de intervalos menores. Uma golden cross pode ocorrer no período semanal, enquanto observamos uma death cross acontecendo no período de uma hora. Por isso, é sempre útil diminuir o zoom e ver a imagem maior no gráfico, considerando várias possíveis interpretações.

Algo que muitos traders consideram ao negociar em ocorrências de golden cross e death cross é o volume de trading. Como acontece com outros padrões de gráfico, o volume pode ser uma ferramenta muito importante para a confirmação de sinais. Quando um pico de volume acompanha um sinal de crossover, muitos traders se sentem mais confiantes em relação à validade do sinal.
Quando ocorre uma golden cross, a média móvel de longo prazo pode ser considerada como uma área potencial de suporte. Por outro lado, quando ocorre uma death cross, ela pode ser considerada como uma área potencial de resistência.
Sinais de crossover também podem ser verificados em conjunto com sinais de outros indicadores técnicos para encontrar confluência (quando diferentes indicadores reproduzem o mesmo sinal). Traders combinam vários sinais e indicadores em uma estratégia de trading na tentativa de obter confluência e produzir sinais de trade mais confiáveis.


Considerações finais

Discutimos alguns dos sinais de cruzamento mais populares – golden cross e death cross.

Uma golden cross envolve o cruzamento de uma média móvel de curto prazo acima de uma média móvel de longo prazo. Uma death cross é o cruzamento de uma MM de curto prazo abaixo de uma MM de longo prazo. Ambas podem ser usadas como ferramentas confiáveis para confirmar reversões de tendências de longo prazo e são usadas nos mercados de ações, forex e de criptomoedas.