O que é Aave (AAVE)?
Tabela de Conteúdos
Introdução
O que é Aave?
Como funciona o protocolo Aave?
Outras características importantes
Introdução ao AAVE
Desafios para o Aave
Considerações finais
O que é Aave (AAVE)?
Página Inicial
Artigos
O que é Aave (AAVE)?

O que é Aave (AAVE)?

Iniciante
Publicado em Dec 18, 2020Atualizado em Aug 21, 2022
6m

TL;DR

AAVE é o token de governança nativo do protocolo Aave. Os holders (detentores) da criptomoeda baseada na blockchain da Ethereum podem discutir e votar em propostas para o projeto.

O Aave é um dos principais protocolos financeiros descentralizados, por isso o token AAVE é uma das maiores moedas DeFi em termos de capitalização de mercado. Os investidores da Ethereum podem fazer empréstimos de suas criptomoedas de maneira descentralizada através do protocolo Aave.


Introdução

O núcleo de qualquer ecossistema financeiro moderno são os meios pelos quais os indivíduos podem solicitar e oferecer empréstimos de seus ativos. Ao receber empréstimos, é possível alavancar seu capital para realização de diversas tarefas. Ao oferecer empréstimos, o credor pode obter um retorno regular e seguro sobre seu capital ocioso.

Os desenvolvedores de criptomoedas reconheceram a necessidade desses serviços, lançando os chamados "mercados monetários". O protocolo Aave é um dos maiores e mais bem-sucedidos mercados monetários.


O que é Aave?

Aave é um mercado monetário com base na blockchain Ethereum onde os usuários podem solicitar e oferecer empréstimos de uma variedade de ativos digitais, de stablecoins a altcoins. O protocolo Aave é administrado pelos holders de AAVE.

É difícil entender o que é o token AAVE sem entender o protocolo Aave subjacente, então vamos nos aprofundar.


ETHLend

As origens do Aave remontam a 2017. Stani Kulechov e uma equipe de desenvolvedores lançou o ETHLend em uma Initial Coin Offering (ICO), em novembro de 2017. A ideia era permitir que os usuários fizessem empréstimos de criptomoedas entre eles, divulgando solicitações e ofertas de empréstimo.
Embora ETHLend fosse uma ideia nova, a plataforma, junto com seu token LEND, perdeu força rumo ao mercado baixista de 2018. Os principais pontos fracos da plataforma eram a falta de liquidez e a dificuldade em encontrar correspondência entre as solicitações e ofertas de empréstimo.

Assim, em meio ao bear market (mercado em baixa) de 2018 e 2019, a equipe da ETHLend reformulou seu produto, lançando o protocolo Aave no início de 2020.

Em um podcast, Kulechov disse que o período de baixa foi uma das melhores coisas que poderia ter acontecido com a ETHLend. Ele se refere à oportunidade que ele e sua equipe tiveram para reformular o conceito de empréstimo descentralizado no setor de criptomoedas, criando o que hoje conhecemos como Aave.


Como funciona o protocolo Aave?

O novo e aprimorado Aave é conceitualmente semelhante ao ETHLend. Ambos permitem que os usuários da Ethereum façam empréstimos em criptomoedas ou obtenham retornos emprestando seus ativos. Mas eles são essencialmente diferentes.

Aave é um mercado monetário algorítmico, ou seja, os empréstimos são obtidos de uma pool em vez de serem individualmente combinados com um credor.

A taxa de juros cobrada depende da "taxa de utilização" dos ativos em uma pool. Se quase todos os ativos de uma pool forem usados, a taxa de juros será alta, atraindo provedores de liquidez a depositar mais capital. Se quase nenhum ativo em uma pool for usado, a taxa de juros cobrada será mais baixa, para atrair mais empréstimos.

O Aave também permite que os usuários façam empréstimos em uma criptomoeda diferente da que eles depositaram. Por exemplo, um usuário pode depositar Ether (ETH) e, em seguida, retirar stablecoins para depositar em Yearn.finance (YFI) e receber um rendimento regular.
Como o ETHLend, todos os empréstimos são overcollateralized (sobrecolateralizados). Isso significa que se alguém quisesse emprestar $100 em criptomoedas via Aave, precisaria depositar mais do que esse valor.
Devido à volatilidade das criptomoedas, Aave inclui um processo de liquidação. Se o valor de colateral fornecido por você se enquadrar no índice de colateralização especificado pelo protocolo, esse valor de garantia poderá ser liquidado. Note que uma taxa será cobrada em caso de liquidação. Certifique-se de compreender os riscos de depositar fundos no protocolo Aave antes de inserir o colateral.


Outras características importantes

Aave está expandindo seu escopo para além dos mercados financeiros. A plataforma ganhou popularidade como local onde os usuários DeFi podem obter flash loans.

Na maioria das vezes, há muito mais liquidez nas pools do mercado monetário do Aave do que empréstimos solicitados por mutuários. Essa liquidez não utilizada pode ser usada para flash loans, que são empréstimos sem garantia que existem apenas durante o período de um bloco da Ethereum.

Basicamente, um flash loan permite que um usuário solicite o empréstimo de uma grande quantidade de criptomoedas sem oferecer um colateral e, em seguida, devolva o empréstimo na mesma transação (desde que pague a taxa de juros do bloco).

Isso permite que investidores sem grandes quantias de capital façam arbitragem e aproveitem outras oportunidades - tudo em uma única transação na blockchain. Por exemplo, se o Ether for negociado por 500 USDC no Uniswap e 505 USDC em outra corretora descentralizada, é possível tentar fazer arbitragem com a diferença de preços, fazendo um empréstimo de uma grande quantia de USDC e trades rápidos em seguida.
Além de flash loans e outros recursos, o Aave também está trabalhando em um jogo de token não fungível (NFT), chamado Aavegotchi.


Introdução ao AAVE

O token ETHLend foi rebatizado como Aave, mas seu token LEND ainda existe. Isso era uma preocupação porque o LEND não tinha o código adequado para funcionar como a equipe do Aave desejava. Ou seja, os holders de LEND não tinham controle sobre a direção do protocolo Aave.

Isso era um problema, pois o projeto Aave acumulava uma quantidade cada vez maior de liquidez e seus usuários não podiam fazer mudanças no protocolo. Em seguida, foi proposto que o token LEND fosse transferido para uma nova moeda chamada AAVE em uma proporção de 100 LEND para 1 AAVE.

O AAVE, como novo token ERC-20 com base na Ethereum, proporcionou uma série de novos casos de uso.

Primeiramente, os holders de AAVE atuarão como um respaldo para o protocolo. O lançamento do AAVE apresenta um novo conceito denominado “Módulo de Segurança”, que protege o sistema contra a escassez de capital. Isso significa que se não houver capital suficiente no protocolo para cobrir os fundos dos credores, o AAVE no Módulo de Segurança será vendido por ativos necessários para cobrir o déficit.

Para cobrir o déficit, serão liquidados somente os tokens AAVE depositados no módulo. Os depósitos no módulo são incentivados através de um rendimento regular pago em AAVE.

O segundo caso de uso chave do token AAVE está relacionado à governança do protocolo Aave. Os holders da criptomoeda podem discutir e votar nas propostas de melhoria do Aave, que podem ser implementadas se forem aceitas por um número mínimo de tokens AAVE. Isso inclui a alteração de parâmetros do mercado monetário do Aave, juntamente com o gerenciamento dos fundos na reserva do ecossistema. Como muitos outros tokens de governança, um token AAVE equivale a um voto. 

O AAVE descentraliza ainda mais as aplicações do setor DeFi e adiciona um respaldo importante ao ecossistema para mitigar eventos de black swan.



Desafios para o Aave

Um desafio que o Aave enfrenta é o fato de que todos os empréstimos são sobrecolateralizados. Ao contrário do sistema financeiro tradicional, não existe um sistema ou procedimento de pontuação de crédito para determinar sistematicamente se o mutuário será capaz de pagar o empréstimo e o valor de juros.

Isso significa que, ao contrário dos empréstimos tradicionais oferecidos pelos bancos, que podem exigir pouca garantia formal, os usuários do Aave precisam comprometer criptomoedas que valem muito mais do que o empréstimo que solicitam.

Essa limitação faz do Aave um sistema ineficiente de capital. O protocolo Aave exige que os usuários comprometam grandes quantias de capital para obter empréstimos, reduzindo as oportunidades para pequenos usuários. Embora isso seja feito para proteger os credores, esse sistema naturalmente limita o valor de dívida agregado do Aave.


Considerações finais

Mercados monetários descentralizados, como o Aave ou o Compound abrem o caminho para um sistema financeiro mais acessível. Aave é um projeto DeFi interessante que permite que usuários de criptomoedas acessem fundos e serviços de forma transparente. 

O token AAVE também é um desenvolvimento promissor. Ele permite que seus holders tenham influência sobre mudanças no protocolo Aave. Além disso, ele protege o protocolo contra eventos de black swan.