O que é Yearn.finance (YFI)?
InícioArtigos

O que é Yearn.finance (YFI)?

Intermediário
2w ago
5m

Autor: Nick Chong


TL;DR

YFI é a criptomoeda nativa do protocolo Yearn.finance. É um token de governança que permite que os usuários votem na direção na qual desejam que o protocolo siga.

Desde seu lançamento em julho, o YFI se tornou um dos maiores tokens com base na Ethereum devido ao foco do protocolo em estratégias automatizadas de  yield farming. De certa forma, você pode imaginar o Yearn.finance como um robô que sempre tenta encontrar os melhores rendimentos na Ethereum DeFi.


Introdução

As finanças descentralizadas – mais conhecidas como DeFi – tiveram um crescimento parabólico à medida que os rendimentos fornecidos pelos protocolos atingiram patamares superiores. Uma parte crucial desse crescimento pode ser atribuída à introdução de tokens de governança, que permitem aos holders determinar a direção na qual desejam que os protocolos se desenvolvam. Os tokens de governança são componentes fundamentais na descentralização dos protocolos DeFi.

Aproveitando a onda dos tokens de governança, a equipe do Yearn.finance lançou o YFI em julho de 2020. Ele rapidamente conquistou espaço no setor das criptomoedas e passou de US$ 3 para US$ 30.000 em um mês.


O que é Yearn.finance?

Antes de falarmos sobre o YFI, vale a pena fornecer um contexto sobre o Yearn.finance – também conhecido como yEarn.

Lançado por Andre Cronje no início de 2020, Yearn.finance é um protocolo com base Ethereum focado em fornecer a seus usuários acesso aos maiores rendimentos em depósitos de Ether, stablecoins e altcoins. Andre Cronje é um desenvolvedor de tecnologia financeira sul-africano que encontrou motivação para criar o Yearn.finance após encontrar inconsistências nos rendimentos oferecidos por diferentes aplicativos DeFi.

Depois de sofrer um exploit logo após o lançamento, Cronje revisou o protocolo para fornecer aos usuários um novo conjunto de produtos.


Características principais

O principal recurso do protocolo é conhecido como Vaults. Ele permite que os usuários depositem criptomoedas e ganhem rendimentos. Os fundos depositados são administrados por uma estratégia que tenta maximizar os rendimentos e minimizar os riscos. Quando lançados, os Vaults focavam principalmente em stablecoins, mas desde então se expandiram para oferecer suporte a produto Bitcoin tokenizados, Chainlink e outras moedas. 
Os Vaults são importantes porque reduzem o alto custo de transações na Ethereum. Ao agrupar o capital, apenas uma conta (o administrador de cada Vault) tem que pagar as taxas de transação (gas) para o yield farming.
O Yearn.finance também oferece outros serviços. O Earn é uma versão simplificada do Vaults que oferece suporte apenas a stablecoins e bitcoin tokenizados. O Zap permite que os usuários troquem stablecoins tradicionais por tokens provedores de liquidez que representam stablecoins.
A equipe do Yearn.finance está trabalhando atualmente em outros produtos, como yInsure, um protocolo de seguro descentralizado para usuários DeFi e o StableCredit, que facilitará o processo de empréstimos descentralizados.


Conheça o YFI

Até julho, o Yearn.finance era bastante restrito. Após o exploit no início de 2020 e a queda do mercado de criptomoedas em março, muitos usuários hesitaram em usar o novo protocolo na época.

Isso mudou quando Cronje publicou uma postagem de blog na Medium anunciando o YFI, um token ERC-20 criado para que os usuários pudessem gerenciar o protocolo Yearn.finance.
O YFI podia ser "farmado" através de vários métodos, incluindo fornecimento de liquidez ao Balancer, exchange descentralizada ou o depósito de capital nos produtos da Yearn.finance.

Na época, a publicação da Medium mencionou que o YFI não tinha "valor intrínseco", mas o mercado teve um salto. Após começar as atividades de trading a US$ 3 em uma pool Balancer, a criptomoeda disparou à medida que os investidores perceberam o valor de governança da Yearn.finance, que começou a receber dezenas de milhões em depósitos.

Logo após o lançamento, a comunidade definiu um fornecimento máximo de 30.000 moedas, optando por manter o YFI escasso e evitando que houvesse ainda mais inflação. Os usuários que estavam insatisfeitos com esta decisão fizeram um fork do projeto, criando um fork agora conhecido como DFI.money ou YFII.



Descentralizando o Yearn.finance

Embora o YFI fosse crucial para a Yearn.finance na medida em que gerava depósitos e atenção, a moeda também tinha outro propósito: descentralizar o desenvolvimento e o controle do protocolo entre os usuários. 

O mecanismo de farming permitia que qualquer usuário – quer ele tivesse US$ 100 ou US$ 1.000.000 – ganhasse YFI ao mesmo tempo e com o mesmo custo. Isso significa que qualquer usuário podia adquirir YFI e ter influência sobre a Yearn.finance.

Após a criação do YFI, um portal completo de governança foi lançado, onde os holders de tokens podem votar em várias propostas de membros da comunidade. 

As decisões que foram tomadas até agora incluem a contratação de uma equipe de profissionais de marketing e desenvolvedores, além da adição de algumas estratégias aos Vaults. 

Os holders também tomaram a importante decisão de fornecer aos holders de YFI acesso a uma parte dos lucros do protocolo. As taxas implementadas aos produtos Yearn.finance são revertidas para o Tesouro. O valor é posteriormente distribuído entre os holders de YFI e a equipe. Isso faz com que o YFI seja um ativo conhecido como dividend-yielding asset (que gera dividendos), diferente do que ocorre com o Bitcoin ou a Ethereum.


Por que o YFI é importante?

Embora a atenção da maioria esteja focada na ação de preços que o YFI apresentou, o token é extremamente importante pois provocou uma grande mudança na maneira em que os protocolos podem incentivar a adoção. Argumentou-se que o lançamento do YFI foi o "lançamento mais justo desde o Bitcoin", já que qualquer pessoa pode participar da geração da moeda pagando o mesmo preço.

Em vez de usar um modelo de Oferta Inicial de Moeda (ICO), em que os usuários pagam um determinado preço por cada nova moeda, os usuários de YFI tiveram que participar do protocolo. Esse mecanismo permitiu que uma comunidade fosse rapidamente criada em torno do projeto, já que cada usuário tinha a mesma capacidade de influenciar a Yearn.finance através do token de governança.
Mesmo após a volatilidade do preço inicial, a Yearn.finance tem uma das comunidades mais ativas no setor financeiro descentralizado e de criptomoedas como um todo. 


Desafios

O YFI tem seus desafios. Como Andre Cronje foi o mentor por trás do protocolo Yearn.finance e do token YFI por tanto tempo, os investidores estão observando seus movimentos com muita atenção. Se ele tirar uma folga, muitos verão isso como um golpe para o YFI. Por isso, alguns argumentam que o projeto ainda está centralizado em torno desse membro-chave (pelo menos até certo ponto).

Isso ficou ainda mais evidente no início deste ano quando foi relatado que Cronje queria deixar o setor DeFi. Os preços do YFI começaram a cair em meio a temores sobre o possível encerramento do projeto.

Esta tendência "Cronje Premium" (como alguns traders a apelidaram) está lentamente perdendo relevância conforme a Yearn.finance apresenta novos membros da equipe. Talvez isso não seja mais uma preocupação se a governança descentralizada continuar crescendo sem a influência de Cronje.


Considerações finais

O lançamento do YFI marcou, em toda a indústria, uma mudança na forma como os projetos de criptomoedas distribuem as moedas. Ao fornecer incentivos aos primeiros usuários, os projetos conseguem maior adoção e um rápido crescimento de sua comunidade. Isso é algo que segue o conceito de "pele em jogo", que sugere que usuários que têm interesse monetário ou emocional em um investimento, farão o que for possível para que o investimento seja um sucesso.

O Yearn.finance é um protocolo interessante que está criando produtos financeiros descentralizados exclusivos. O futuro parece promissor conforme eles contratam uma equipe de desenvolvedores e profissionais de marketing, mas só o tempo dirá se o projeto conseguirá prosperar por mais tempo no setor DeFi da Ethereum.