O que é Curve Finance em DeFi?
O que é Curve Finance em DeFi?
InícioArtigos

O que é Curve Finance em DeFi?

Intermediário
1mo ago
5m

TL;DR

Curve Finance é uma exchange descentralizada (DEX) em execução na Ethereum. Ela foi projetada especificamente para o swapping (câmbio) entre stablecoins. Tudo que você precisa é de uma carteira Ethereum e alguns fundos. Você pode fazer o swap/câmbio entre diferentes stablecoins com baixas taxas e pouco slippage.

Você pode imaginar o projeto Curve como o "Uniswap das stablecoins". Graças à sua fórmula especial de preços, é um excelente projeto para swapping entre diferentes versões tokenizadas de uma moeda.


Introdução

Os Automated Market Makers (AMM) tiveram um grande impacto no panorama da cripto. Protocolos de liquidez como o Uniswap, Balancer e PancakeSwap permitem que qualquer pessoa se torne um market maker e ganhe taxas com vários pares de mercado diferentes.

Os AMMs podem competir de forma significativa com as exchanges centralizadas? Talvez. Mas há um segmento específico, no qual eles estão apresentando grande potencial – o trading de stablecoins. A Curve Finance está na linha de frente deste setor.


O que é Curve Finance?

Curve Finance (https://curve.fi) é um protocolo de Automated Market Maker desenvolvido para swapping (câmbio) entre stablecoins com baixas taxas e pouco slippage. É um provedor de liquidez descentralizado onde qualquer um pode adicionar seus ativos a diferentes pools de liquidez e ganhar comissões.
Se você leu nosso artigo sobre AMM, sabe que os AMMs utilizam um algoritmo de precificação em vez de um livro de ordens. Considerando a maneira como a fórmula de precificação funciona para o Curve, ela também pode ser muito útil para o swapping entre tokens que permanecem em uma faixa de preço relativamente similar.
Ou seja, ela não é excelente apenas para o swapping entre stablecoins, mas também entre diferentes versões tokenizadas de uma moeda. O protocolo Curve é uma das melhores maneiras de fazer swap entre diferentes versões tokenizadas de Bitcoin, como WBTC, renBTC e sBTC.
No momento de confecção deste artigo, havia 17 pools da Curve disponíveis para swap entre várias stablecoins e ativos diferentes. É claro que ocorrem variações conforme a demanda e com base no cenário em constante mudança do setor DeFi. Algumas das stablecoins mais populares disponíveis incluem USDT, USDC, DAI, BUSD, TUSD, sUSD, entre outras.
Não há informações oficiais sobre a equipe do projeto Curve, mas a maioria das contribuições do GitHub foram feitas por Michael Egorov, CTO de uma empresa de segurança de redes e informática chamada NuCypher.


Como funciona o Curve Finance?

Conforme mencionado, os ativos são precificados de acordo com uma fórmula de precificação em vez de utilizar um livro de ordens. A fórmula usada pelo protocolo Curve foi criada especificamente para facilitar os swaps que acontecem em uma faixa de preço similar.

Por exemplo, sabemos que 1 USDT deve ser equivalente a 1 USDC, que deve ser aproximadamente 1 BUSD e assim por diante. No entanto, se você quiser converter 100 milhões de dólares de USDT em USDC e, em seguida, convertê-lo em BUSD, haverá slippage. A fórmula da Curve foi projetada para minimizar o efeito de slippage o máximo possível.

Uma observação pertinente é que se eles não estivessem na mesma faixa de preço, a fórmula do protocolo Curve não funcionaria com a mesma eficiência. No entanto, o sistema não precisa levar isso em conta. Afinal, se o USDT valesse $0,7, algo (que nada tem a ver com o Curve) estaria muito errado. O sistema não pode consertar coisas que estão fora de seu controle, então, contanto que os tokens mantenham sua estabilidade e valor atrelado, a fórmula continuará fazendo seu trabalho muito bem.

Isso proporciona um valor de slippage extremamente baixo, mesmo para grandes quantidades. Na verdade, o spread do protocolo Curve pode competir de igual pra igual com algumas das exchanges centralizadas e OTCs com os melhores valores de liquidez.

Existem diferentes suposições sobre confiança e risco, portanto, liquidez e execução não representam o cenário completo. Mas é certamente interessante observar a competição entre o mundo centralizado e o mundo descentralizado dessa maneira.


O que é o token CRV?

CRV é o token de governança da CurveDAO, uma organização autônoma descentralizada (DAO - Decentralized Autonomous Organization) que executa o protocolo. O CRV é continuamente distribuído aos provedores de liquidez do protocolo e a taxa diminui anualmente.

No momento de confecção deste artigo, em novembro de 2020, cada trade na plataforma incorre em uma taxa de trading de 0,04% que vai diretamente para os provedores de liquidez.



Os riscos do Curve Finance

O Curve foi auditado pela Trail of Bits. O projeto foi auditado, então significa que ele é totalmente seguro, certo? Claro que não! Sempre existem riscos envolvidos na utilização de qualquer contrato inteligente, não importa quantas auditorias tenham sido feitas. Deposite apenas o valor que você pode eventualmente perder.

Como com qualquer outro protocolo AMM, você também deve levar em consideração a perda impermanente. Caso não saiba o que é isso, leia nosso artigo antes de adicionar liquidez à Curve. Basicamente, a perda impermanente é uma perda no valor em dólares que os provedores de liquidez podem sofrer ao fornecer liquidez a um AMM.
A pool de liquidez também pode ser fornecida à Compound ou yearn.finance para gerar mais rendimento aos provedores de liquidez. Além disso, graças à magia da chamada "composibilidade" (princípio de design de sistemas que lida com as inter-relações de componentes), os usuários podem não só fazer trades no Curve, como também em outros contratos inteligentes. Isso apresenta riscos adicionais, pois muitos desses protocolos DeFi dependem uns dos outros. Se um deles tiver problemas, é possível que ocorra um efeito prejudicial em cadeia em todo o ecossistema DeFi.


Swerve Finance

Da mesma forma que o SushiSwap e o Uniswap, o Curve Finance também possui um hard fork de alto nível – Swerve Finance. 

O Swerve se autodenomina um "fair launch" (lançamento justo), o que significa que não houve alocação do token de governança (SWRV) para a equipe ou para os fundadores. Os tokens SWRV foram distribuídos em um evento de farming de liquidez, onde todos tiveram a mesma oportunidade de farming. Por isso, o Swerve afirma ser um fork 100% controlado e gerenciado pela comunidade da Curve.


Considerações finais

O projeto Curve é um dos AMMs mais populares em execução na Ethereum. Ele facilita trades de grandes volumes de stablecoin com baixo slippage e spreads reduzidos de forma não-custodial.
Outro fator que faz do Curve Finance um dos principais componentes do setor DeFi é o fato de outros protocolos blockchain serem fortemente dependentes dele. A combinação entre diferentes aplicativos descentralizados tem seus riscos, mas também é uma das maiores vantagens do setor DeFi.
Ainda tem dúvidas sobre o Curve ou Finanças Descentralizadas? Confira nossa plataforma de perguntas e respostas, Ask Academy, onde a comunidade Binance responde as suas perguntas.