O que é Hiperinflação?
P√°gina Inicial
Artigos
O que é Hiperinflação?

O que é Hiperinflação?

Iniciante
Publicado em Mar 6, 2019Atualizado em Jun 9, 2023
6m
Todas as economias passam por um certo n√≠vel de infla√ß√£o, que ocorre quando o pre√ßo m√©dio dos bens e servi√ßos aumenta, ao passo que o poder de compra diminui. Normalmente, governos e institui√ß√Ķes financeiras trabalham em conjunto para garantir que a infla√ß√£o ocorra de forma suave a gradual. Entretanto, o mundo presenciou alguns desastres econ√īmicos envolvendo pa√≠ses que sofreram com um aumento na taxa de infla√ß√£o de forma t√£o acentuada que o valor da moeda caiu em propor√ß√Ķes alarmantes.

No seu livro, "The Monetary Dynamics of Hyperinflation", o economista Philip Cagan afirma que períodos de hiperinflação começam quando os preços dos bens e serviços aumentam em mais de 50% no período de um mês. Por exemplo, se o preço de um saco de arroz aumentar de R$10,00 para R$15,00 em menos de 30 dias, e de R$15,00 para R$22,50 ao fim do mês seguinte, teríamos um quadro de hiperinflação. E se essa tendência não for impedida, o preço do saco de arroz pode muito bem continuar subindo para R$114,00 em seis meses e mais de R$1.000,00 em um ano.

Raramente uma taxa de hiperinfla√ß√£o estaciona em 50%. Na maioria dos casos, essas taxas sobem com tanta velocidade que os pre√ßos dos bens e servi√ßos podem aumentar drasticamente no per√≠odo de um √ļnico dia, ou at√© mesmo em algumas horas. Como consequ√™ncia do aumento de pre√ßos, a confian√ßa do consumidor diminui, fazendo com que o valor da moeda nacional tamb√©m. Eventualmente, a hiperinfla√ß√£o causa um efeito domin√≥ que leva ao fechamento de empresas, aumenta a taxa de desemprego e reduz arrecada√ß√£o de impostos. Casos de hiperinfla√ß√£o conhecidos e comprovados aconteceram em pa√≠ses como Alemanha, Venezuela, Hungria, Iugosl√°via, Gr√©cia e v√°rios outros.


Hiperinflação na Alemanha

Um dos exemplos mais famosos de hiperinfla√ß√£o aconteceu na Rep√ļblica de Weimar, na Alemanha, ap√≥s a Primeira Guerra Mundial. A Alemanha contraiu uma d√≠vida gigantesca para financiar a guerra, acreditando plenamente que venceria a mesma e com a repara√ß√£o dos aliados pagaria o grande d√©bito contra√≠do anteriormente. No fim da guerra, ao contr√°rio do imaginado, a Alemanha n√£o s√≥ foi derrotada, mas tamb√©m teve que pagar bilh√Ķes de d√≥lares em repara√ß√£o.

Apesar do debate sobre as causas da hiperinfla√ß√£o na Alemanha, alguns motivos s√£o comumente citados, como a suspens√£o do padr√£o-ouro, as repara√ß√Ķes de guerra e a emiss√£o desenfreada de dinheiro em forma de papel. A decis√£o de suspender o padr√£o-ouro no come√ßo da guerra significava que a quantidade de dinheiro em circula√ß√£o n√£o tinha qualquer rela√ß√£o com o valor do ouro que o pa√≠s possu√≠a em suas reservas. Esse passo controverso levou √† desvaloriza√ß√£o da moeda Alem√£, que for√ßou os Aliados a exigir repara√ß√Ķes pagas em qualquer outra moeda que n√£o o papel Alem√£o. Sendo assim, a Alemanha respondeu √† exig√™ncia imprimindo grandes quantidades do pr√≥prio dinheiro para comprar moedas estrangeiras, fazendo com que o valor do marco Alem√£o ca√≠sse ainda mais.

Em alguns momentos desse episódio, as taxas de inflação estavam aumentando em um ritmo desenfreado, quase 20% por dia. A moeda Alemã tornou-se tão sem valor que alguns cidadãos queimavam o papel-moeda para manter suas casas aquecidas no inverno, já que era mais barato do que comprar madeira.


Hiperinflação na Venezuela

Devido √†s grandes reservas de petr√≥leo, a Venezuela manteve sua economia saud√°vel durante o s√©culo XX, mas o excesso de petr√≥leo na d√©cada de 80, seguido pela m√° gest√£o econ√īmica e corrup√ß√£o sist√™mica no in√≠cio do s√©culo XXI, foram fatores determinantes para uma grande crise socioecon√īmica e pol√≠tica. A crise come√ßou no ano de 2010 e agora est√° entre uma das piores na hist√≥ria da humanidade.

As taxas de inflação na Venezuela subiram de forma rápida, passando de uma taxa anual de 69% em 2014 para 181% em 2015. O período de hiperinflação começou em 2016, ano que viu essa taxa chegar à 800%, seguido por 4.000% em 2017 e mais de 2.600.000% no início de 2019.

Em 2018, o presidente Nicol√°s Maduro anunciou que uma nova moeda (o bol√≠var soberano) seria emitida para combater a hiperinfla√ß√£o, substituindo o bol√≠var existente numa propor√ß√£o de 1 / 100.000. Assim, 100.00 Bol√≠vares se transformaram em 1 bol√≠var soberano. Entretanto, a efic√°cia desse tipo de abordagem √© altamente question√°vel. O economista Steve Hanke afirmou que¬†cortar zeros¬†√© uma a√ß√£o simplesmente ‚Äúcosm√©tica‚ÄĚ e ‚Äún√£o tem import√Ęncia, se a pol√≠tica econ√īmica n√£o mudar‚ÄĚ.


Hiperinflação no Zimbabwe

Ap√≥s a independ√™ncia do pa√≠s em 1980, a economia do Zimb√°bue foi est√°vel durante seus primeiros anos. Por√©m, o governo do Presidente Robert Mugabe iniciou um programa chamado ESAP (Economic Structural Adjustment Programme) em 1991, considerado por muitos economistas como uma das principais causas do colapso econ√īmico zimbabuano. Junto com o ESAP, as reformas agr√°rias realizadas pelas autoridades resultaram em uma queda dr√°stica na produ√ß√£o de alimentos, criando uma grande crise financeira e social.

O dólar zimbabuano (ZWN) começou a apresentar sinais de instabilidade no final dos anos 90, e os episódios de hiperinflação começaram nos anos 2000. As taxas anuais de inflação atingiram 624% em 2004, 1.703% em 2006 e 231.150.888% em julho de 2008. Devido à falta de dados fornecidos pelo banco central do país, as taxas demonstradas após o mês de julho foram baseadas em estimativas teóricas.

De acordo com os c√°lculos do professor Steve H. Hanke, a hiperinfla√ß√£o zimbabuana atingiu seu pico em 2008, com uma taxa anual de 89.700.000.000.000.000.000.000% (89,7 sextilh√Ķes), o que √© equivalente √† 79,6 bilh√Ķes por m√™s ou 98% ao dia.

O Zimbábue foi o primeiro país do século 21 a ter uma experiência com a hiperinflação e registrou o segundo pior episódio de inflação da história (depois da Hungria). Em 2008, o ZWN foi oficialmente abandonado e as moedas estrangeiras foram adotadas legalmente.


O uso das Criptomoedas

J√° que a Bitcoin e outras criptomoedas n√£o s√£o baseadas em sistemas centralizados, o valor delas n√£o pode ser determinado por pol√≠ticos ou institui√ß√Ķes financeiras. A tecnologia blockchain garante que a emiss√£o de novas moedas siga um cronograma pr√©-definido, tornando cada unidade √© √ļnica e imune √† duplica√ß√£o.

Estas s√£o algumas das raz√Ķes pelas quais as criptomoedas est√£o se tornando cada vez mais populares - especialmente em pa√≠ses que t√™m lidado com casos de hiperinfla√ß√£o, como a Venezuela. √Č poss√≠vel ver epis√≥dios similares no Zimb√°bue, onde pagamentos por meio de moedas digitais ponto-a-ponto (P2P) tiveram um aumento acentuado.

Em alguns países, autoridades estudam seriamente as possibilidades e riscos associados à introdução de uma criptomoeda garantida pelo governo, como potencial alternativa ao sistema tradicional de moedas fiduciárias. O banco central da Suécia está entre os primeiros. Outros notáveis exemplos incluem os bancos centrais de Singapura, do Canadá, da China e dos Estados Unidos.


Considera√ß√Ķes Finais

Embora os casos de hiperinfla√ß√£o aparentem ser poucos e distantes, fica claro que um per√≠odo relativamente curto de agita√ß√£o pol√≠tica ou social pode causar uma r√°pida desvaloriza√ß√£o das moedas tradicionais. A baixa demanda para exporta√ß√£o do ativo principal de um pa√≠s tamb√©m pode ser uma causa. Uma vez que a moeda perde valor, os pre√ßos aumentam rapidamente, eventualmente criado um ciclo vicioso. V√°rios governos tentaram combater esse problema ao imprimir mais dinheiro, mas essa t√°tica sozinha provou-se in√ļtil, servindo para diminuir mais ainda o valor geral da moeda, que j√° est√° sofrendo. √Č interessante notar que, √† medida que a confian√ßa nas moedas tradicionais cai, a f√© nas criptomoedas tende a crescer. Isso pode ter poderosas influ√™ncias em como o dinheiro fiduci√°rio √© visto e tratado globalmente.

Compartilhar publica√ß√Ķes
Registre uma conta
Coloque seus conhecimentos em pr√°tica. Abra uma conta na Binance hoje mesmo.