O que são Wrapped Tokens?
O que são Wrapped Tokens?
InícioArtigos

O que são Wrapped Tokens?

Intermediário
1w ago
5m

TL;DR

Wrapped token é uma criptomoeda que tem o valor atrelado a outra criptomoeda ou ativo. O nome se deve ao fato de que o ativo original é colocado em um "wrapper", uma espécie de cofre digital. Isso permite que o ativo seja replicado (versão wrapped) em uma outra rede blockchain.

Mas por quê? Bem, diferentes blockchains oferecem um conjunto diferente de funcionalidades. E na maioria dos casos, é impossível ter comunicação entre essas redes. Em outras palavras, a blockchain do Bitcoin não "sabe" o que está acontecendo na blockchain da Ethereum. Porém, com o uso de wrapped tokens, é possível criar uma espécie de ponte entre diferentes redes (que são tecnicamente incompatíveis).


Introdução

Você já se frustrou alguma vez ao descobrir que não podia usar BTC na rede da Ethereum? Ou ao tentar usar ETH na Binance Smart Chain? Moedas de uma rede blockchain não podem ser simplesmente transferidas para outra blockchain.

Wrapped tokens são criptomoedas criadas com o objetivo de solucionar esse problema, tornando possível o uso de ativos não-nativos em diferentes redes blockchain.


O que é um wrapped token?

Um wrapped token é uma versão tokenizada de outra criptomoeda. É um token que tem o valor atrelado ao ativo que ele representa e que, na maioria dos casos, pode ser rapidamente convertido de volta para o ativo original (unwrapped). Geralmente, o wrapped token representa um ativo de uma blockchain diferente da qual ele foi criado.

Considerando que um wrapped token tem o seu valor determinado por um outro ativo, podemos dizer que é, de certa forma, parecido com uma stablecoin. No caso de uma stablecoin, este outro ativo costuma ser o dólar ou outra moeda fiduciária. No caso de um wrapped token, este ativo é geralmente uma criptomoeda de outra blockchain.

Vale lembrar que não há necessidade de se preocupar com o processo de criação ou conversão desses tokens (em inglês, wrapping e unwrapping). É possível negociar esses tokens como qualquer outra criptomoeda. Por exemplo, esse é o mercado de WBTC/BTC da Binance.


Como funcionam os wrapped tokens?

Vamos usar o Wrapped Bitcoin (WBTC) como exemplo, que é uma versão tokenizada do Bitcoin na rede da Ethereum. O WTBC é um token ERC-20 projetado para manter um valor de 1:1 em relação ao BTC, tornando possível o uso do Bitcoin na rede da Ethereum.
Geralmente, os wrapped tokens requerem um custodiante – uma entidade que detém uma quantia equivalente do ativo original. Existem diferentes tipos de custodiantes, que podem ser um comerciante, uma Carteira Multisig, uma DAO, ou até mesmo um contrato inteligente. No caso do WBTC, um custodiante deve manter 1 BTC para cada 1 WBTC emitido e a prova dessa reserva ainda existe na rede (on-chain). 
Mas como funciona o processo de wrapping? Um usuário pode transferir BTC para o custodiante, que irá, em seguida, emitir a quantia equivalente em WBTC na rede da Ethereum. Quando o WBTC precisar ser convertido de volta, o usuário abre um pedido de queima (coin burn). Então o custodiante destrói o WBTC e transfere o BTC da reserva de volta para o cliente. O custodiante é o responsável pelo processo de wrapping e unwrapping (emissão e queima) dos tokens. No caso do WBTC, o processo é gerenciado por uma organização autônoma descentralizada (DAO).
Algumas pessoas se referem ao Tether (USDT) como um wrapped token, mas isso não é muito correto. É verdade que o USDT pode ser trocado por USD de igual pra igual, mas a empresa Tether não detém em suas reservas o valor exato em USD para cada USDT em circulação. Em vez disso, a reserva é composta de dinheiro, crédito oriundo de empréstimos e outros tipos de ativos. Na prática o processo é um pouco diferente mas a ideia é parecida. Cada token USDT atua como uma forma de wrapped token do dólar americano.


Wrapped tokens na Ethereum

Wrapped tokens na Ethereum são tokens de outras blockchains criados para serem compatíveis com o padrão ERC-20. Ou seja, é possível usar ativos que não são nativos da Ethereum na rede Ethereum. Os processos de wrapping e unwrapping de tokens na Ethereum têm um custo de Gas.

A implementação desses tokens pode ser muito diferentes. Escrevemos mais detalhes sobre isso no artigo sobre Bitcoin tokenizado
Um exemplo interessante de wrapped token na Ethereum é o Wrapped Ether (WETH). Recapitulando – o ETH (ether) é necessário para pagar por transações na rede Ethereum, enquanto ERC-20 é um padrão técnico para emissão de tokens na Ethereum. Por exemplo, o Basic Attention Token (BAT) e o OmiseGO (OMG) são tokens ERC-20.
No entanto, como o ETH foi desenvolvido antes do padrão ERC-20, não há compatibilidade. Isso gera um problema, pois muitos DApps exigem que você converta entre o Ether e um token ERC-20. É por isso que o Wrapped Ether (WETH) foi criado. É uma versão wrapped do Ether, compatível com o padrão ERC-20. É basicamente uma versão tokenizada do Ether na Ethereum!


Wrapped tokens na Binance Smart Chain (BSC)

Da mesma forma que os wrapped tokens na Ethereum, é possível fazer wrapping de Bitcoin e muitas outras criptomoedas para uso na Binance Smart Chain (BSC).


Binance Bridge permite que você faça o wrapping de seus criptoativos (BTC, ETH, XRP, USDT, BCH, DOT e muitos mais) para uso na Binance Smart Chain, em suas versões de tokens BEP-20. Depois de enviar seus ativos para a BSC, você pode negociá-los ou usá-los em vários aplicativos de yield farming.
Os processos de wrapping e unwrapping custam Gas. No entanto, no que diz respeito à BSC, você encontrará custos de Gas significativamente menores do que em outras blockchains. Leia mais sobre a Binance Bridge em nosso artigo detalhado.


Benefícios de usar wrapped tokens

Embora muitas blockchains tenham seus próprios padrões de token (ERC-20 para Ethereum ou BEP-20 para BSC), esses padrões não podem ser usados em muitas blockchains. Os wrapped tokens permitem que tokens não nativos sejam usados em uma determinada blockchain.

Além disso, os wrapped tokens podem aumentar a liquidez e a eficiência de capital, tanto para exchanges centralizadas quanto descentralizadas. A capacidade de fazer wrapping de ativos ociosos e usá-los em outras blockchains pode criar mais conexão entre a liquidez das redes - que sem esse recurso, estaria isolada.

E, por fim, uma grande vantagem são os tempos de transação e as taxas. Embora o Bitcoin tenha algumas propriedades fantásticas, seu sistema não é o mais rápido e às vezes, seu uso pode apresentar um custo elevado. Esses problemas podem ser atenuados usando uma versão wrapped em uma blockchain que proporcione transações mais rápidas e taxas menores.



Limitações do uso de wrapped tokens

A maioria das implementações atuais de wrapped tokens exige confiança no custodiante que detém os fundos (holding). Quanto à tecnologia atualmente disponível, os wrapped tokens não podem ser usados para transações cross-chain verdadeiras (entre cadeias) – geralmente, eles precisam passar por um custodiante, que atua como intermediário da operação. 

No entanto, algumas opções mais descentralizadas estão em desenvolvimento e talvez estejam disponíveis em breve. São alternativas que, suspostamente, serão usadas para criação e resgate de wrapped tokens sem necessidade de confiança (trustless).

O processo de criação/emissão pode ser relativamente caro devido às altas taxas de Gas e pode ainda apresentar slippage.


Considerações finais

Os wrapped tokens ajudam a criar mais conexões entre diferentes blockchains. Um wrapped token é uma forma tokenizada de um ativo nativo de outra blockchain.

Essa ferramenta melhora a interoperabilidade no ecossistema de criptomoedas e Finanças Descentralizadas (DeFi). Os wrapped tokens criam um mundo onde há maior eficiência de capital e também permitem que os aplicativos compartilhem a liquidez de suas redes entre si.
Tem mais perguntas sobre wrapped tokens? Confira nossa plataforma de perguntas e respostas, Ask Academy, onde a comunidade Binance responde as suas perguntas.