O que s√£o blockchains permissioned e permissionless?
P√°gina Inicial
Artigos
O que s√£o blockchains permissioned e permissionless?

O que s√£o blockchains permissioned e permissionless?

Intermedi√°rio
Publicado em Feb 20, 2023Atualizado em Jun 22, 2023
6m

TL;DR

Blockchains permissionless estão abertas para qualquer usuário. Você pode até participar de seus mecanismos de consenso, desde que atenda aos requisitos específicos. Bitcoin, Ethereum e BNB Chain são exemplos de blockchains permissionless, que normalmente são transparentes e descentralizadas.

Blockchains permissioned, por outro lado, exigem convites para participar. S√£o normalmente usadas em ambientes de neg√≥cios privados e adaptados para casos de uso espec√≠ficos. O poder √© restrito a um pequeno grupo de validadores que tomam a maior parte das decis√Ķes da rede. A transpar√™ncia pode ser limitada, mas o tempo de atualiza√ß√£o da rede e a escalabilidade geralmente apresentam melhoras significativas.

Introdução

Você já considerou as características do tipo de blockchain que está usando, além da usual comparação entre Proof of Work (PoW) e Proof of Stake (PoS)? Toda blockchain pode ser considerada permissioned ou permissionless. Compreender essas duas categorias pode ajudá-lo a aprender mais sobre as características e o funcionamento de uma blockchain.  

O que s√£o blockchains permissioned e permissionless?

Existe mais de um tipo de blockchain. Uma das distin√ß√Ķes mais importantes envolve a classifica√ß√£o de uma blockchain como permissioned ou permissionless. Voc√™ provavelmente j√° est√° familiarizado com a variedade permissionless, onde qualquer pessoa pode participar e contribuir com o funcionamento da blockchain. O uso da rede e a ades√£o ao processo de valida√ß√£o tamb√©m est√£o abertos a qualquer pessoa. Bitcoin, BNB Chain e Ethereum s√£o todos exemplos de blockchains permissionless.

Uma blockchain permissioned exige que os participantes tenham permiss√£o para participar. Essas blockchains s√£o normalmente usadas em configura√ß√Ķes privadas, como dentro de uma organiza√ß√£o ou empresa. Por exemplo, uma empresa pode usar a estrutura blockchain da Hyperledger Fabric para criar uma blockchain permissioned para seu sistema de cadeia de suprimentos. Se quiser participar da rede, voc√™ precisar√° que um administrador lhe conceda acesso.

Breve história e antecedentes

Podemos analisar a hist√≥ria da tecnologia blockchain com o whitepaper do Bitcoin, de Satoshi Nakamoto. O whitepaper apresenta uma tecnologia blockchain permissionless, onde uma rede descentralizada de usu√°rios obt√©m consenso. Essa tend√™ncia permissionless continuou, pois o modelo do Bitcoin influenciou m√ļltiplas gera√ß√Ķes de blockchains. Os valores e o ethos do Bitcoin e seus sucessores s√£o adequados para blockchains permissionless p√ļblicas.

As caracter√≠sticas da blockchain tamb√©m se mostraram atraentes para aplica√ß√Ķes privadas. Sua imutabilidade, transpar√™ncia (em alguns aspectos) e seguran√ßa criaram uma demanda por blockchains que oferecem uma experi√™ncia permissioned.¬†

Para atender a essa demanda, os desenvolvedores de blockchain criaram estruturas permissioned ou blockchains personalizadas para uso de terceiros. Como mencionado anteriormente, a Hyperledger Fabric é uma dessas estruturas. A Quorum, MultiChain e Ethereum Geth também fornecem estruturas privadas para atender às necessidades de empresas.

Características principais

As características abaixo nem sempre se aplicam a todas as blockchains permissioned ou permissionless. No entanto, de modo geral, você verá que a maioria delas se encaixa nos arquétipos apresentados.


Permissioned

Permissionless 

Transparência

Limitada 

Abertura

Usu√°rios

Convidados

Livre acesso

Ativos digitais / tokens

Raro

Comum

Processo de consenso para atualização

Short

Longo

Escalabilidade

Gerenci√°vel

Frequentemente um desafio

Autoridade da rede

Descentralizado

Prós e contras

Blockchains permissionless: benefícios

  1. Potencial de descentralização. Nem toda blockchain permissionless é descentralizada, mas normalmente tem um grande potencial para isso. Qualquer pessoa pode participar do mecanismo de consenso ou usar uma rede permissionless, caso deseje e tenha os recursos para fazê-lo.

  2. Consenso do grupo. Os usuários podem participar ativamente e decidir sobre mudanças na rede. Validadores e usuários da rede também podem discordar de propostas. Sendo assim, mudanças com pouca aceitação podem resultar em forks da rede.

  3. Facilidade de acesso. Qualquer pessoa pode criar uma carteira e ingressar em uma rede permissionless. Essas redes são facilmente acessíveis e têm barreiras de entrada relativamente baixas.

Blockchains permissionless: desvantagens

  1. Desafios de escalabilidade. Blockchains permissionless devem lidar com grandes bases de usu√°rios e alto volume de tr√°fego. Para uma implementa√ß√£o eficaz, as atualiza√ß√Ķes de rede que visam melhorar a escalabilidade devem ser aprovadas pelo consenso do grupo.

  2. Usu√°rios mal-intencionados. Como qualquer pessoa pode ingressar em blockchains permissionless, sempre existe o risco de agentes mal-intencionados atuando nessas redes.

  3. Transpar√™ncia excessiva. A maioria das informa√ß√Ķes sobre blockchains permissionless √© gratuita e p√ļblica, gerando algumas preocupa√ß√Ķes relacionadas a privacidade e seguran√ßa.

Blockchains permissioned: benefícios

  1. Escalabilidade. Uma blockchain permissioned normalmente √© executada por uma entidade com algum grau de controle sobre os validadores. As atualiza√ß√Ķes podem, portanto, ser implementadas com mais facilidade.

  2. F√°cil personaliza√ß√£o. Uma blockchain permissioned pode ser criada para uma determinada finalidade, tornando-a eficiente para uma fun√ß√£o espec√≠fica. Caso as necessidades mudem, √© poss√≠vel fazer altera√ß√Ķes nessa blockchain.

  3. Grau controlado de transparência. Um operador de uma blockchain permissioned pode determinar o nível adequado de transparência para a rede, dependendo do caso de uso.

  4. Ingresso apenas via convite. √Č poss√≠vel ter um controle rigoroso sobre quem pode ou n√£o pode participar da blockchain.

Blockchains permissioned: desvantagens

  1. Centraliza√ß√£o. Geralmente, o poder est√° concentrado nas m√£os de uma entidade central ou um pequeno grupo de validadores escolhidos pelos propriet√°rios da blockchain. Isso significa que as decis√Ķes referentes √† rede provavelmente n√£o incluir√£o todos os stakeholders.

  2. Vulnerabilidade a ataques. Blockchains permissioned normalmente têm menos validadores, o que torna seu mecanismo de consenso menos resistente a ataques.

  3. Risco de censura. A possibilidade de conluio na rede ou atualiza√ß√Ķes introduzidas pelo operador da blockchain apresentam risco de censura. Caso um n√ļmero suficiente de participantes concorde em faz√™-lo, √© poss√≠vel que eles consigam alterar as informa√ß√Ķes da blockchain.

Eu devo usar blockchains permissioned ou permissionless?

A resposta a esta pergunta é simples. Se você deseja criar um serviço aberto a todos, precisa de uma blockchain permissionless. No entanto, ter uma blockchain permissionless não significa que você deve seguir o conjunto padrão de princípios e objetivos. Na verdade, sua blockchain pode ser centralizada e permissionless ao mesmo tempo. Você também pode incluir mais elementos de privacidade, se desejar.

Se o seu objetivo √© usar uma blockchain em um ambiente privado, como um ambiente comercial ou governamental, uma blockchain permissioned seria mais adequada. Novamente, sua blockchain n√£o precisa seguir as caracter√≠sticas usuais associadas a blockchains permissioned; ela poderia ser completamente transparente e aberta para visualiza√ß√£o p√ļblica.

Considera√ß√Ķes finais

Mesmo que, como um trader ou investidor cripto, voc√™ provavelmente s√≥ encontrar√° blockchains permissionless, √© importante entender as diferen√ßas entre os tipos de blockchains. √Č comum ter uma vis√£o limitada da tecnologia de ledger distribu√≠do (DLT) que se encaixa no modelo cripto transparente, p√ļblico e descentralizado. No entanto, esses par√Ęmetros podem mudar ‚ÄĒ na realidade, muitas empresas privadas j√° usam blockchains permissioned que n√£o apresentam as caracter√≠sticas convencionais de tais blockchains.

Leituras adicionais