O que é o Efeito de Rede (Network Effect)?
O que é o Efeito de Rede (Network Effect)?
InícioArtigos

O que é o Efeito de Rede (Network Effect)?

Iniciante
Published Jan 4, 2021Updated Apr 22, 2021
6m

TL;DR

Um efeito de rede ocorre quando um produto se torna mais valioso à medida que mais pessoas o utilizam. Você se lembra do Orkut? Bem, foi encerrado porque não tinha um número suficiente de usuários. Por que não? Porque muitas pessoas não o estavam usando mais. Claro, existem outros fatores em jogo, mas como eram poucos usuários, ele tinha pouco valor como serviço.

Quando se trata de criptomoedas, o efeito de rede é um fator extremamente importante a ser considerado. A tecnologia blockchain une pessoas que buscam formas alternativas de gestão financeira, portanto, quanto mais usuários em uma rede, mais utilidade ela proporciona em termos de serviços.


Introdução

O que determina quais projetos de criptomoeda se tornarão líderes de mercado em um determinado setor? Podemos supor que o mercado geralmente deve se movimentar em torno das melhores soluções a longo prazo. No entanto, isso não é tão simples. Existem muitos fatores em jogo.

Desenvolvedores podem criar uma tecnologia inovadora, mas se não houver um bom ajuste de mercado no momento de lançamento, o projeto pode não obter "tração" suficiente. 

Em alguns casos, projetos tecnologicamente inferiores capturam a maior parte da participação de mercado simplesmente porque estavam disponíveis no momento certo. É aqui que os efeitos de rede têm um impacto significativo.


O que é um efeito de rede (network effect)?

Um efeito de rede é um efeito econômico que descreve um produto ou serviço em que o número adicional de usuários agrega valor à rede. Quando há efeito de rede, cada novo usuário na rede agrega valor ao produto. Isso, por sua vez, incentiva novos usuários a ingressar na rede, agregando ainda mais valor a ela e assim por diante.

O exemplo perfeito de um efeito de rede é o telefone. Nos primeiros dias da tecnologia, poucas pessoas tinham telefone em casa. Além disso, suas casas precisavam estar fisicamente conectadas umas às outras para usar a rede. 

A tecnologia amadureceu e cada vez mais pessoas podiam pagar por um telefone, o que, por sua vez, aumentou o valor de toda a rede telefônica. Conforme o número de usuários aumentou, o valor e a utilidade de toda a rede também aumentaram. Isso criou um ciclo de feedback positivo, em que quanto mais pessoas aderiam, mais valor era agregado a toda a rede. O aumento do uso provocou um crescimento exponencial.


Tipos de efeitos de rede

Existem dois tipos principais de efeitos de rede – direto ou indireto.

Os efeitos de rede diretos são os que acabamos de mencionar, como o exemplo do telefone. O aumento no uso agrega valor para todos os usuários.

Os efeitos de rede indiretos são mais complexos. O termo se refere a benefícios adicionais e complementares que derivam da existência de um efeito de rede. Por exemplo, muitas criptomoedas são classificadas como open-source (código aberto). 

Um projeto com um forte efeito de rede é capaz de atrair muitos desenvolvedores qualificados para auditoria do código, já que há muito valor em jogo (incluindo a reputação dos próprios desenvolvedores). Esse valor agregado é resultado, antes de mais nada, da existência de valor na rede. Esse efeito começa a se acumular até atingir níveis como o de líderes dominantes, capazes de gerar efeitos de rede significativos sobre seus concorrentes.


Exemplos de efeitos de rede

Exemplos modernos de efeitos de rede estão presentes em diversas categorias de produtos. Um dos exemplos mais óbvios é o das redes sociais, onde os usuários tendem a adotar serviços dos quais os membros de seu círculo social já fazem uso. Isso incentiva as pessoas a se unirem às mesmas plataformas e alguns poucos serviços atingem posições de monopólio. 

Caso novas empresas queiram lançar uma nova plataforma de rede social, terão muita dificuldade em obter adoção em massa. Por quê? Os efeitos de rede que os líderes de mercado desenvolveram lhes dão uma enorme vantagem competitiva.

Outro bom exemplo de efeito de rede é o chamado "ridesharing". É difícil para novos serviços, com uma base de usuários menor, competirem com os efeitos de rede que a Uber ou da Lyft construíram ao longo dos anos. 

O mesmo se aplica às vendas online do Ebay e da Amazon, às pesquisas na Internet do Google, ao aluguel online do AirBNB, aos sistemas operacionais da Microsoft e ao iPhone da Apple. Ainda assim, apenas empresas com modelos de negócios bem definidos podem obter um efeito de rede? Não. A Wikipedia é um bom exemplo de projeto open-source que construiu um efeito de rede significativo.


Efeitos de rede e criptomoedas

Os efeitos de rede são uma consideração importante quando se trata de criptomoedas e blockchain. 

Vamos considerar o Bitcoin como exemplo. O Bitcoin tem algumas propriedades muito interessantes e desejadas em uma criptomoeda, além de ter um forte efeito de rede. 

As mineradoras oferecem suporte à segurança da rede e têm grande liquidez para sustentar suas operações. Mas digamos que outra rede seja lançada com o objetivo de servir a um caso de uso semelhante ao do Bitcoin. Os mineradores podem obter recompensas maiores, mas não terão a mesma liquidez para sair de suas posições. Eles podem arriscar e esperar que a liquidez melhore no futuro. Ou, eles podem simplesmente continuar a mineração de bitcoins com relativa certeza de que serão capazes de seguir no mercado. É assim que funciona um efeito de rede. Mesmo que a alternativa fosse tecnologicamente superior ou proporcionasse mais recompensas, não faria sentido mudar, necessariamente.

Isso não é somente um resultado dos efeitos de rede do Bitcoin. Graças ao seu lançamento realizado de forma justa, o Bitcoin tem propriedades únicas que seriam extremamente difíceis de replicar. Pense neste exemplo mais como um experimento imaginário.

Os efeitos de rede também são um aspecto importante a ser considerado no setor de Finanças Descentralizadas (DeFi). Se um produto, serviço ou mesmo um contrato inteligente gera uma vantagem muito grande, isso pode ser algo difícil de superar para outros projetos. No entanto, o DeFi está em seus estágios iniciais. Muitos argumentam que ainda não há nenhum produto que atingiu um efeito de rede suficiente para termos um monopólio.



Efeitos de rede negativos

Os efeitos de rede negativos funcionam na direção oposta. Ou seja, cada novo usuário subtrai valor da rede, em vez de agregar. Esta também é uma consideração importante quando se trata de desenvolvimento de blockchains. Um modelo de blockchain deve permitir que cada novo usuário agregue valor à rede. Por quê? Isso ajuda a rede a obter escalabilidade. No entanto, se cada usuário subtrair valor, haverá congestionamento da rede.
Por exemplo, o Gas da Ethereum funciona com um sistema de leilão. Essencialmente, cada usuário oferece um lançe/oferta nas taxas de Gas a serem pagas pelos mineradores da Ethereum. À medida que mais usuários são adicionados e o uso aumenta, as taxas de Gas tendem a aumentar. Por quê? Pois cada usuário tenta sobrepor a oferta do outro. Isso, no entanto, não pode ocorrer indefinidamente. À medida que as taxas de Gas ficam muito altas, alguns usuários param de usar a rede por completo, pois a atividade não vale a pena quando envolve custos tão altos. Este é um exemplo de efeito de rede negativo.
Dito isso, algumas soluções estão sendo desenvolvidas para lidar com esse problema. A EIP-1559 é uma proposta da Ethereum que fornece uma reformulação para o sistema de Gas. Além disso, o conjunto de atualizações da ETH 2.0 também pode aumentar muito a capacidade de processamento da rede Ethereum. Isso deve ajudar a amenizar o problema de altas taxas quando ocorre um aumento significativo das atividades na rede.


Considerações finais

Os efeitos de rede estão presentes em muitos segmentos diferentes da economia, incluindo as criptomoedas. A ideia é que novos usuários agreguem valor à rede à medida que entram. 

Os desenvolvedores de projetos de redes blockchain e de criptomoedas podem se beneficiar muito com o estudo e análise de mecanismos geram efeitos de rede. Ao incorporá-los em seu processo de desenvolvimento, novos projetos de moedas e tokens serão capazes de escalar mais rapidamente.

Ainda tem dúvidas sobre efeitos de rede e criptomoedas? Confira nossa plataforma de perguntas e respostas, Ask Academy, onde a comunidade Binance responde as suas perguntas.