O que é Ethereum 2.0 e Qual a Sua Importância?
Índice
Introdução
O que é Ethereum 2.0?
Diferenças entre Ethereum e Ethereum 2.0
O caminho para a Ethereum 2.0
Considerações finais
O que é Ethereum 2.0 e Qual a Sua Importância?
InícioArtigos
O que é Ethereum 2.0 e Qual a Sua Importância?

O que é Ethereum 2.0 e Qual a Sua Importância?

Iniciante
Published Nov 16, 2020Updated Jan 14, 2022
5m

TL;DR

Ethereum 2.0 é uma atualização muito aguardada da rede Ethereum (ETH) que prometeu melhorias significativas para a funcionalidade e experiência da rede como um todo. Algumas das atualizações mais importantes incluem a mudança para o mecanismo Proof of Stake (PoS), shard chains e uma nova blockchain central, chamada beacon chain. Todas essas implementações devem ocorrer através de um roteiro (roadmap) cuidadosamente planejado.

Mas isso é apenas a ponta do iceberg. Como a Ethereum é uma das criptomoedas mais populares do planeta, existem detalhes importantes sobre o que realmente será a Ethereum 2.0 e como as suas mudanças irão afetar o mundo cripto de forma geral.


Introdução

Desde o lançamento da Ethereum, o desenvolvimento de novas tecnologias na forma de aplicativos descentralizados (DApps) e outras blockchains se expandiu significativamente. Mais importante ainda, muitas dessas tecnologias foram construídas em cima da rede Ethereum. Pense em algumas das maiores inovações de Finanças Descentralizadas (DeFi) – parte significativa delas é executada na rede Ethereum.
Infelizmente, começaram a surgir problemas de escalabilidade. Conforme o número de transações aumentou na rede Ethereum, também aumentou o custo para realização dessas transações (que são pagas em Gas). Supostamente, a Ethereum será a plataforma de lançamento da próxima geração da Internet, portanto os aspectos econômicos devem fazer sentido. Caso contrário, torna-se impraticável utilizá-la.

É aí que entra a Ethereum 2.0. As atualizações propostas da ETH 2.0 para a rede Ethereum devem solucionar, principalmente, o problema de escalabilidade. Essas melhorias criarão um contraste com a versão existente da Ethereum e serão implementadas por meio de um roteiro (roadmap) cuidadosamente planejado.


O que é Ethereum 2.0?

A Ethereum 2.0 (também conhecida como Eth2 ou "Serenity") é a tão aguardada atualização da rede Ethereum que promete, entre outras coisas, melhorar a escalabilidade da rede. Com a implementação de vários aprimoramentos, a velocidade, a eficiência e a escalabilidade devem melhorar, sem sacrificar a segurança e a descentralização da rede.

Esta nova versão da Ethereum sempre esteve nos planos da equipe, mas foram necessários alguns anos para o planejamento. O principal motivo para isso é que dimensionar uma blockchain de maneira segura e descentralizada é uma tarefa desafiadora.

Felizmente, a proposta da Ethereum 2.0 é solucionar esse problema com a implementação de alguns recursos muito importantes. Esses novos recursos criam diferenças significativas entre a Ethereum que conhecemos hoje e a Ethereum do futuro.


Diferenças entre Ethereum e Ethereum 2.0

As principais diferenças entre a Ethereum e a Ethereum 2.0 envolvem o mecanismo de consenso Proof of Stake (PoS), shard chains e a beacon chain. Vamos ver mais detalhes sobre essas diferenças.


Proof of Stake

Proof of Work (PoW) é o mecanismo usado pela Ethereum (e muitas outras blockchains) para manter a rede segura e atualizada, recompensando os mineradores pela criação e validação de blocos na blockchain. Infelizmente, o PoW não oferece escalabilidade, pois à medida que a blockchain cresce, o mecanismo exige um poder computacional cada vez maior.
O Proof of Stake (PoS) resolve esse problema, substituindo o poder de computação por “skins no jogo”. Ou seja, contanto que você tenha um saldo mínimo de 32 ETH, você pode comprometê-lo (fazer staking), se tornar um validador e ser pago pela confirmação de transações. Se quiser saber mais sobre o funcionamento do PoS e o processo de staking, confira o artigo sobre Proof of Stake.


Sharding

O acesso à rede Ethereum deve ser feito por meio de um node (nó). Um node armazena uma cópia de toda a rede, ou seja, ele baixa, armazena e processa cada transação desde o início da existência da Ethereum. Embora o usuário não precise necessariamente executar um node para efetuar uma transação, isso atrasa todo o processo.

As shard chains são como qualquer outra blockchain, exceto que contêm apenas subconjuntos específicos de uma blockchain inteira. Com essa ferramenta, os nodes devem gerenciar apenas uma parte, ou shard (fragmento), da rede Ethereum. Isso aumenta o rendimento das transações e a capacidade geral da rede Ethereum.


A beacon chain

Com as shard chains trabalhando em paralelo, é preciso garantir que todas permaneçam sincronizadas umas com as outras. Esse é o papel da beacon chain, fornecendo consenso a todas as shard chains executadas em paralelo.

A beacon chain é uma blockchain totalmente nova que desempenha um papel central na Ethereum 2.0. Sem ela, o compartilhamento de informações entre as partes (shards) não seria possível e a escalabilidade seria inexistente. Por este motivo, a beacon chain será o primeiro recurso implementado na Ethereum 2.0.


O caminho para a Ethereum 2.0

O lançamento da Ethereum 2.0 não acontecerá de uma vez. Ela será implementada em três fases, cada uma com recursos distintos para garantir o sucesso da novo Ethereum.

Fase 0

A primeira fase, ou fase 0, será dedicada ao lançamento da beacon chain, uma vez que ela é uma ferramenta fundamental para a funcionalidade das shard chains. Ainda não haverá shard chains, mas a beacon chain começará a aceitar validadores (ou seja, stakers) por meio de um contrato de depósito unilateral.

É importante notar que todos os validadores registrados que fazem staking de ETH não serão capazes de "desfazer o staking" até que as shard chains sejam totalmente implementadas. Isso significa que o saldo em ETH dos validadores ficará bloqueado até a próxima fase.

O contrato de depósito Eth2 atingiu o valor mínimo exigido para o lançamento, 524.288 ETH. A fase 0 começa em 1º de dezembro de 2020.


Fase 1/1,5

A próxima fase é, na verdade, a mistura de duas fases: a fase 1 e a fase 1,5. A fase 1 introduzirá as shard chains, que permitirão que validadores criem blocos na blockchain por meio do PoS. Na fase 1,5, a mainnet da Ethereum irá apresentar oficialmente as shard chains e começará a transição do mecanismo PoW para o PoS.

A expectativa é de que a fase 1/1,5 ocorra em 2021.


Fase 2

A fase 2 será a fase final, quando a Ethereum 2.0 oferecerá suporte a shards totalmente implementados e se tornará a rede Ethereum oficial. As shard chains também serão capazes de trabalhar com contratos inteligentes, permitindo que desenvolvedores de DApps e outras tecnologias se integrem à Ethereum 2.0.

A fase 2 deve ser implementada em 2021 ou mais tarde.


Considerações finais

A Ethereum 2.0 é uma atualização importante para a rede Ethereum por uma série de fatores, especialmente quando se trata de escalabilidade. Sem os novos recursos de PoS, shard chains e beacon chain, a Ethereum poderia eventualmente se tornar insustentável e perder o posto de plataforma líder em contratos inteligentes do ecossistema cripto.

A implementação da Eth2 levará algum tempo e pode até demorar mais do que o esperado. A boa notícia é que a atualização já está bem encaminhada e os desenvolvedores da Ethereum estão empenhados com o desenvolvimento do projeto.