Carteiras Custodiais e Não Custodiais: Qual é a Diferença?
Índice
Introdução
Como funcionam as carteiras de criptomoedas
O que é uma carteira de criptomoedas custodial?
O que é uma carteira de criptomoedas não custodial?
Carteiras custodiais vs. não custodiais
Prós e contras de carteiras custodiais
Prós e contras de carteiras não custodiais
Qual tipo de carteira de criptomoedas devo usar?
Considerações finais
Carteiras Custodiais e Não Custodiais: Qual é a Diferença?
InícioArtigos
Carteiras Custodiais e Não Custodiais: Qual é a Diferença?

Carteiras Custodiais e Não Custodiais: Qual é a Diferença?

Iniciante
Published Mar 23, 2022Updated Apr 29, 2022
7m

TL;DR

Já se perguntou como e onde suas criptomoedas são armazenadas? Existem muitos tipos diferentes de carteiras de criptomoedas que os holders de tokens usam para armazenamento. Mas elas geralmente podem ser divididas em duas grandes categorias: carteiras custodiais ou não custodiais. 

Uma carteira custodial, como a Binance Custody, é um serviço que tem a posse da chave privada da sua carteira e mantém seus ativos sob custódia. A sua conta regular da Binance também é uma carteira custodial. Por outro lado, ao usar uma carteira não custodial, você tem controle total sobre os seus ativos. A MetaMask e a Binance Chain Wallet são exemplos de carteiras não custodiais.

Ambas as carteiras custodiais e não custodiais têm seus prós e contras. Vamos explorar as diferenças para que você aprenda quando usar cada tipo.

 

Introdução

Se você já usou Bitcoin ou outras criptomoedas, sabe que ter uma carteira digital é essencial. Você precisará de uma caso queira fazer transações, trades em uma corretora de criptomoedas ou usar aplicativos e ferramentas blockchain. Sendo assim, é importante entender como as carteiras de criptomoedas funcionam e as principais diferenças entre os provedores de carteiras custodiais e não custodiais.


Como funcionam as carteiras de criptomoedas

Uma carteira de criptomoedas é uma ferramenta que permite a interação do usuário com uma rede blockchain. É possível usá-las, entre outras coisas, para enviar e receber criptomoedas ou acessar aplicativos descentralizados (DApps).

Tecnicamente, as carteiras de criptomoedas não armazenam seus ativos digitais. Em vez disso, eles geram as informações necessárias para que você use criptomoedas. Ainda assim, a maioria dos usuários adota o verbo "armazenar" para facilitar, então usaremos o termo ao longo deste artigo. 

Uma carteira criptomoedas é composta, entre outras coisas, por dois componentes principais – uma chave pública e uma chave privada.

Se outras pessoas quiserem enviar criptomoedas a você, elas podem fazer uma transação para um de seus endereços, gerados pela chave privada da sua carteira. Seus endereços de carteira e sua chave pública podem ser compartilhados com outras pessoas (por isso o termo "público"). 

A sua chave privada, no entanto, deve ser tratada como uma senha confidencial, pois ela é usada para assinar transações e fornecer acesso aos seus fundos. Contanto que você mantenha sua chave privada segura, terá acesso às suas criptomoedas a partir de qualquer dispositivo.

Embora as criptomoedas sejam digitais, existem várias opções de carteiras cripto que contêm chaves privadas e públicas – as chaves podem ser impressas em um pedaço de papel, acessadas em computadores através de softwares de carteira ou armazenadas offline em dispositivos como carteiras de hardware.

Algumas carteiras também oferecem a opção de armazenar e transferir NFTs, que são tokens não fungíveis emitidos em uma blockchain.

Porém, independentemente do tipo de carteira, você sempre terá uma carteira de criptomoedas custodial ou não custodial.

 

O que é uma carteira de criptomoedas custodial?

Como o nome sugere, em uma carteira de criptomoedas custodial seus ativos são mantidos sob custódia para você. Ou seja, um terceiro armazena e gerencia suas chaves privadas em seu nome. Em outras palavras, você não tem controle total sobre seus fundos - nem a capacidade de assinar transações. Mas usar um serviço de carteira de criptomoedas com custódia não é necessariamente algo ruim.

Nos primeiros dias de existência do Bitcoin, todos os usuários tinham que criar e gerenciar suas próprias carteiras e chaves privadas. Embora "ser seu próprio banco" tenha muitos benefícios, isso pode ser algo inconveniente e até arriscado para usuários menos experientes. Se suas chaves privadas forem comprometidas ou perdidas, você perderá o acesso aos seus criptoativos permanentemente. Relatórios de análises de blockchain sugerem que mais de 3 milhões de BTC podem ter sido perdidos para sempre.

Também houve casos de heranças de criptomoedas irrecuperáveis porque as chaves privadas eram mantidas apenas pelo proprietário original. Você pode evitar que esses incidentes aconteçam compartilhando o acesso aos seus ativos com um custodiante. 

Mesmo que você esqueça sua senha da corretora de criptomoedas, ainda poderá acessar sua conta e ativos entrando em contato com o serviço de suporte ao cliente. No entanto, se estiver usando uma carteira não custodial, você será o responsável pela segurança de suas criptomoedas.

Portanto, em muitos casos, faz sentido contar com um serviço de carteira custodial. Mas isso também significa que você está confiando suas chaves privadas a terceiros. É por isso que é importante escolher uma corretora ou provedor de serviços confiável.

Existem algumas informações relevantes ao pesquisar sobre provedores de serviços custodiais. É importante saber se eles são regulamentados, quais tipos de serviços oferecem, como suas chaves privadas são armazenadas e se há algum tipo de seguro.

Por exemplo, a Binance Custody, que é regulamentada e atua em conformidade com a lei, oferece um seguro padrão para contas corporativas da Binance. Ela também oferece cobertura de seguro contra crimes e outros tipos de seguro personalizados, disponíveis mediante solicitação. Além disso, a Binance Custody utiliza carteiras multi-signature (multisig), um protocolo que remove riscos inerentes à centralização, exigindo que vários participantes da rede aprovem as transações de criptomoedas antes que elas sejam efetuadas.

 

O que é uma carteira de criptomoedas não custodial?

Uma carteira de criptomoedas não custodial é uma carteira em que apenas o titular possui e controla as chaves privadas. Para usuários que desejam total controle sobre seus fundos, as carteiras sem custódia são a melhor opção. Como não há intermediários, você pode negociar criptomoedas diretamente de suas carteiras. É uma boa opção para traders e investidores experientes, que sabem como gerenciar e proteger suas chaves privadas e seed phrases.

Você precisará de uma carteira não custodial para interagir com uma corretora descentralizada (DEX) ou aplicativo descentralizado (DApp). Uniswap, SushiSwap, PancakeSwap e QuickSwap são exemplos populares de corretoras descentralizadas que exigem uma carteira não custodial.
A Trust Wallet e a MetaMask são ótimos exemplos de provedores de serviços de carteira sem custódia. Mas lembre-se, ao usar essas carteiras, você é totalmente responsável por manter sua seed phrase e suas chaves privadas seguras.

 

Carteiras custodiais vs. não custodiais


Serviço com custódia

Serviço sem custódia

Chave Privada

Propriedade de terceiros

Propriedade do dono da carteira

Acessibilidade

Contas registradas

Acessível a qualquer pessoa

Custos de Transação

Geralmente maior

Geralmente menor

Segurança

Geralmente menor

Geralmente maior

Suporte

Geralmente maior

Geralmente menor

Requisitos de KYC

Sim

Não

 

Prós e contras de carteiras custodiais

Conforme discutido, a principal desvantagem das carteiras custodiais é que você precisa confiar em terceiros para armazenamento e gerenciamento de seus fundos e chaves privadas. Na maioria dos casos, esses provedores de serviços também exigirão verificação de identidade (KYC). A vantagem, no entanto, é a tranquilidade e a conveniência. Você não precisa se preocupar com a possível perda da sua chave privada e pode entrar em contato com o serviço de suporte ao cliente quando tiver problemas.

Ao usar os serviços de custódia, certifique-se de escolher uma empresa confiável que ofereça alta segurança e cobertura de seguro. Procure por custodiantes regulamentados e que estejam em conformidade com a lei.

Alguns custodiantes de criptomoedas também exigem outros requisitos. Por exemplo, a Binance Custody é um provedor de serviços de custódia que aceita somente usuários corporativos no momento. Para mais informações, consulte o FAQ da Binance Custody.

 

Prós e contras de carteiras não custodiais

Sem um custodiante terceirizado, as carteiras não custodiais lhe oferecem controle total sobre suas chaves e fundos. Em outras palavras, seus ativos são verdadeiramente seus e você pode ser seu próprio banco. Além disso, as transações sem custódia tendem a ser mais rápidas, pois você não precisa aguardar pela aprovação dos saques. Como não há um custodiante, você não precisa pagar taxas extras de custódia, que podem ser caras dependendo do provedor de serviços.

Como vimos, uma desvantagem de usar carteiras não custodiais está relacionada à acessibilidade e facilidade de uso. Geralmente, elas são opções mais desafiadoras para usuários e investidores iniciantes. Com a evolução dos provedores de serviços não custodiais, isso provavelmente não será mais um problema no futuro.

Obviamente, nesse caso você é o único responsável por suas chaves e deve tomar suas próprias precauções ao gerenciá-las. Isso significa que, em vez de confiar em outra pessoa para cuidar de seus fundos, você precisa confiar em si mesmo.

Para proteger as suas criptomoedas e seus dados contra hackers, você deve considerar as seguintes medidas de segurança: 
  • Usar uma senha forte.

  • Ativar a Autenticação de Dois Fatores (2FA) como uma camada adicional de proteção. 

  • Esteja sempre atento a possíveis golpes (scams) e ataques de phishing.
  • Tenha muito cuidado ao clicar em links e baixar novos softwares.

 

Qual tipo de carteira de criptomoedas devo usar?

Ambos os tipos de carteira são bons para armazenar seus criptoativos, incluindo NFTs. A maioria dos traders e investidores utiliza os dois tipos dependendo da situação. No entanto, é importante se certificar de que a carteira que você usa suporta o tipo de criptoativo que deseja armazenar. Nem todos são armazenados da mesma maneira.

Existem diferentes redes blockchain que executam vários tipos de criptomoedas. Podemos classificar esses tipos de acordo com seus padrões de token. Mas lembre-se, os mesmos tokens pode ser executados em várias blockchains sob diferentes padrões. Por exemplo, o BNB está disponível como um token BEP-20 na BNB Smart Chain, mas também como um token BEP-2 na BNB Beacon Chain.

 Confira abaixo alguns dos padrões de token mais comuns:

  • BNB Smart Chain: BEP-20, BEP-721, BEP-1155

  • BNB Beacon Chain: BEP-2

  • Ethereum: ERC-20, ERC-721, ERC-1155

  • Solana: SPL

MetaMask, Trust Wallet e MathWallet são carteiras não custodiais que aceitam a maioria dos criptoativos mais comuns e populares. Caso você não saiba quais tokens a sua carteira suporta, consulte as perguntas frequentes ou a documentação oficial para obter mais informações.

Às vezes, as carteiras que estão constantemente atualizando para atender às demandas de seus usuários podem oferecer suporte a mais tokens com o passar do tempo. Por exemplo, a Binance Custody atualmente tem suporte para BTC, ETH, BCH, LTC, BUSD, BNB, CAKE e muitos outros tokens ERC-20. A Binance Custody incluirá gradualmente mais tipos de token para atender à demanda dos usuários.


Considerações finais

Carteira custodial ou não custodial? A maioria dos usuários de criptomoedas usa ambas, mas tudo depende das suas necessidades. Se você prefere ter controle total sobre seus ativos ou simplesmente quer usar a tecnologia blockchain para interagir com aplicativos DeFi, considere usar uma carteira não custodial. No entanto, se você precisa de um provedor de serviços capaz de gerenciar seus ativos enquanto você faz trades ou investe, vale a pena encontrar uma carteira custodial oferecida por um provedor confiável. 

Tenha em mente que, independente do tipo de carteira, você deve sempre ter cuidado e adotar as práticas recomendadas para aumentar a segurança de seus fundos.