Guia do TradingView para Iniciantes
Índice
Introdução
O que o TradingView faz?
TradingView na Binance
Quanto custa o TradingView?
O que é a rede social do TradingView?
Entendendo a interface de usuário do TradingView
Personalizando seus gráficos do TradingView
Desenhando linhas de tendência
Desenhando um Pitchfork
Prós e contras do TradingView
Considerações finais
Guia do TradingView para Iniciantes
InícioArtigos
Guia do TradingView para Iniciantes

Guia do TradingView para Iniciantes

Iniciante
Published Jun 4, 2021Updated Aug 23, 2021
10m

TL;DR

O TradingView é uma plataforma de gráficos usada no navegador para acompanhar dados de criptomoedas e outros ativos financeiros. Suas ferramentas de gráficos também estão disponíveis na interface de trading da Binance. Além de gráficos, você também pode compartilhar suas estratégias de trading e transmitir suas análises em tempo real.

Quando se trata de opções gratuitas, o TradingView é uma ferramenta muito poderosa para todos os níveis de experiência. Os recursos básicos devem ser suficientes para a maioria dos traders. No entanto, tenha cuidado. Avalie bem as ideias divulgadas em streams (transmissões) de outros usuários. É importante identificar informações que realmente agregam valor à sua estratégia, em vez de seguir cegamente a opinião de outros traders.


Introdução

Para os traders que amam a análise técnica, ferramentas de gráficos de boa qualidade são essenciais. O TradingView é uma opção adequada tanto para traders amadores quanto para os mais experientes. Ela oferece inúmeras ferramentas de trading e de gráficos e também a opção de associação gratuita. Francamente... Nem todo mundo tem dinheiro ou precisa de uma assinatura da Bloomberg.

Se você faz trades na Binance, já deve ter notado as ferramentas do TradingView disponíveis na exchange. A princípio, essas ferramentas podem parecer complicadas. São muitas funções para experimentar, mas qual a melhor maneira de começar? Confira nosso guia para iniciantes para saber o que o TradingView pode oferecer.


O que o TradingView faz?

TradingView é uma plataforma que permite personalizar indicadores técnicos, criar gráficos e analisar ativos financeiros. Esses indicadores são padrões, linhas e formas que milhões de traders usam todos os dias. O TradingView foi desenvolvido para uso no navegador, portanto não há necessidade de baixar nenhum programa. No entanto, também é possível fazer o download do aplicativo para iOS e Android, caso você prefira a experiência em dispositivos móveis.
O TradingView foi lançado em Westerville, Ohio, em 2011 e agora possui uma grande base de usuários. Foram oito milhões de contas criadas somente em 2020. Os usuários podem traçar gráficos e analisar várias ações, commodities e criptomoedas como o Bitcoin, usando uma conta gratuita ou a versão paga. Depois de criar estratégias e modelos, você pode publicar suas descobertas e conclusões para a comunidade. Dessa forma, é possível aprimorar as suas habilidades com o feedback de outros membros do TradingView.


TradingView na Binance

A Binance possui ferramentas do TradingView integradas em sua interface de usuário da exchange, permitindo que os usuários criem gráficos e façam trades simultaneamente. As ferramentas que você vê à esquerda são apenas uma pequena amostra do que está disponível e oferecem uma experiência semelhante ao site do TradingView.

Para um rápido tour pela interface, confira Como utilizar as Ferramentas do TradingView no Site da Binance


Quanto custa o TradingView?

Como mencionamos, o TradingView é gratuito para qualquer usuário. Existem também assinaturas pagas que oferecem maior variedade de indicadores e gráficos que você pode usar simultaneamente. Para iniciantes, uma conta gratuita com um gráfico e três indicadores é um bom começo. Você também terá que aturar alguns anúncios, mas eles não são muito intrusivos. Abaixo podemos ver mais detalhes sobre as diferenças de cada assinatura:


O que é a rede social do TradingView?

O TradingView oferece recursos semelhantes aos do Instagram para compartilhar e exibir estratégias de trading. As páginas de "Ideias e Streams" do site oferecem a opção de pesquisar por dicas ou receber feedbacks. Ao acessar a página "Ideias", você verá gráficos, vídeos e comentários de outros usuários. Os membros da comunidade também podem participar de discussões e salas de bate-papo. Mas lembre-se, qualquer usuário pode criar e compartilhar ideias, então tenha cuidado. Cada trader tem um estilo e uma estratégia diferentes, portanto, avalie bem cada caso e não considere como um conselho financeiro necessariamente adequado para você.


Da mesma forma que você assiste a uma stream do Twitch do seu jogador favorito, o TradingView Streams permite que você observe outros traders criando gráficos em tempo real. É um recurso extra divertido, mas ainda está na fase beta e o volume de conteúdo é relativamente baixo.


Entendendo a interface de usuário do TradingView

Se você nunca usou ferramentas de gráficos antes, o TradingView pode parecer um pouco confuso. Vamos por partes.

Barra de ferramentas 1

Esta barra de ferramentas contém todas as funções de gráficos e de desenho que podem ser utilizadas diretamente na área do gráfico. De linhas simples a posições long/short, há muito a explorar. Você também pode clicar com o botão direito em cada ferramenta para expandir as opções. Algumas são mais avançadas do que outras, mas a configuração padrão contém recursos suficientes para começar.

Barra de ferramentas 2

Aqui você encontra opções para alterar a aparência do gráfico. Você pode escolher entre gráficos de vela (candlesticks), de linha, de área e muito mais. Na barra de pesquisa à esquerda você pode alterar o ativo exibido. Outra ferramenta interessante é o botão de indicadores e estratégias [Indicators & Strategies], usado para inserir padrões de análise predefinidos, como a média móvel.

Barra de ferramentas 3

O TradingView não oferece um serviço de corretagem, mas você pode fazer trades dentro do site usando a aba [Trading Panel]. Você encontrará uma lista de parceiros com os quais pode negociar, caso já tenha uma conta aberta com eles. Você também pode fazer o backtesting de suas estratégias usando a função [Strategy Tester]. 

Barra de ferramentas 4

Esta seção cobre principalmente notícias e elementos sociais do TradingView. Você pode personalizar sua lista de observação, enviar mensagens privadas a outros usuários, explorar ideias e Streams e acessar um calendário personalizado. Use essas ferramentas quando precisar pesquisar sobre dados, listas ou informações.

Área do gráfico

Ao alterar o ativo exibido, usar qualquer ferramenta ou indicador, você os verá na área do gráfico principal. Você também pode personalizar quase tudo que é exibido. Mais sobre isso na próxima seção.


Personalizando seus gráficos do TradingView

Cada usuário tem suas preferências em termos de layout de gráficos. Ao personalizar cores, linhas e eixos, fica mais fácil de ler e entender seus gráficos. Você encontra todas as opções que precisa clicando com o botão direito na área do gráfico e clicando em configurações [Settings...].

Se o seu gráfico ficar confuso, você pode redefini-lo usando o botão [Reset Chart]. Também é possível configurar alertas personalizados de preço por e-mail no menu [Settings...].


Depois de clicar em [Settings...], você verá a janela de configurações do gráfico [Chart settings], onde pode testar várias opções. Vamos ver, rapidamente, algumas das funções básicas.


1. A seção [Symbol] permite que você altere a aparência dos gráficos de velas. É possível modificar as cores de cada parte do padrão de velas, como você preferir.

2. Na aba [Status line] é possível alterar as informações exibidas no canto superior esquerdo do gráfico, como dados OHLC (preços de abertura, alta, baixa e fechamento) e botões de compra e venda. A caixa em vermelho mostra o preço de venda mais baixo (38.345,96) e a caixa em azul, o preço de oferta mais alto (38,345.97). Entre eles, podemos ver o spread entre o preço de compra e venda (0,01).


3. A aba [Scales] fornece opções para alterar os dados exibidos no eixo direito. Por exemplo, você pode adicionar os preços máximos e mínimos do dia ou a contagem regressiva para o fechamento da barra.


4. Em [Appearence], é possível alterar as linhas do Grid, a cor de fundo, os eixos e outros recursos de aparência.

5. Na seção [Trading] você pode personalizar elementos visuais, caso tenha feito o login em uma conta de corretor.

6. Em [Events], você tem as opções de exibição de dividendos, splits (desdobramentos) e outros eventos na área do gráfico.

Além de configurar a visualização do gráfico, também é possível alterar os intervalos das velas ou de outros símbolos. Para isso, na barra superior, clique no botão à esquerda. Será exibida uma longa lista de intervalos diferentes, que variam de segundos a meses. Você também pode adicionar alguns intervalos como favoritos para que apareçam na barra superior.


Depois de personalizar seu gráfico, não há necessidade de salvá-lo manualmente. O TradingView salva todas as suas edições em tempo real. Todas as alterações ficarão salvas em sua conta, mesmo que você faça o logout.


Desenhando linhas de tendência

Para o seu primeiro gráfico, você pode usar a linha de tendência. É uma opção prática e fácil para modelar a ação do preço. É um dos padrões de gráfico mais usados para day trading e swing trading.

1. Para iniciar o tutorial, selecione a ferramenta de linha na barra de ferramentas à esquerda.


2. Também pode ser uma boa ideia ativar a ferramenta magnética. Suas linhas se encaixarão em qualquer ponto de OHLC próximo, melhorando a precisão do desenho.


3. Para uma tendência de baixa, comece em um ponto alto (ponto 1) antes de uma queda de preço, conhecida como swing high. Clique no ponto onde deseja que a linha comece e tente incluir o máximo de altas possível. Clique no ponto onde deseja que sua linha de tendência termine.

Os pontos 1, 2 e 3 indicam pontos de resistência. É sempre uma boa ideia ter ao menos três pontos testando sua linha de tendência, pois dois pontos podem ser apenas uma coincidência. O ponto 4 mostra uma quebra da tendência, o que significa que, a partir deste ponto, é melhor desenhar uma nova linha de tendência.

Depois de definir uma tendência de baixa, uma possível estratégia é vender quando o preço atingir/testar a sua linha. Se decidir traçar uma tendência de alta, certifique-se de começar sua linha usando um preço de baixa, de forma que a linha fique abaixo da sua vela.

Para obter mais informações sobre isso, consulte o Guia Sobre os Princípios Básicos de Suporte e Resistência.


Desenhando um Pitchfork

O Pitchfork é um gráfico mais avançado que desenvolve o conceito da linha de tendência. O indicador técnico foi criado por Alan Andrew, um famoso investidor e educador americano do século 20. É um indicador fácil de desenhar e fornece mais informações do que uma simples linha de tendência, então vamos analisá-lo passo a passo.

1. Para começar, selecione a ferramenta de Pitchfork abaixo da linha de tendências.


2. Vamos criar nosso Pitchfork escolhendo três pontos no início e no final das tendências. 

3. No exemplo abaixo, começamos com o ponto 1, onde temos um swing low de uma tendência de baixa. Então clicamos no ponto 2, no swing high de uma tendência de alta e em seguida, no ponto 3, no swing low da próxima tendência de baixa.

4. Esses pontos criam uma forma de forcado (em inglês, pitchfork). A linha superior se estende a partir do ponto 2 mostrando o nível de resistência e a linha inferior se estende a partir do ponto 3, onde vemos o nível de suporte. A linha mediana representa a direção na qual o preço deve flutuar.

5. Semelhante ao nosso exemplo da linha de tendência, a linha de suporte mostra as áreas possíveis para compra e a linha de resistência, a região indicada para venda. Você também pode colocar uma ordem de stop-loss logo abaixo da linha de tendência inferior, como um método de gerenciamento de riscos. Lembre-se, assim como com qualquer outro indicador, o Pitchfork nem sempre funcionará conforme a expectativa. Tente combiná-lo com outras ferramentas e estratégias para reduzir os riscos.

Se você estiver interessado em aprender mais, confira Como Criar Indicadores de AT no TradingView.


Prós e contras do TradingView

Quando se trata de análise de dados e monitoramento de ativos financeiros, o TradingView é apenas uma das muitas opções. A maioria oferece um conjunto semelhante de ferramentas de gráficos e de trading, mas vamos dar uma olhada nos aspectos principais. O TradingView é certamente uma excelente ferramenta, mas há espaço para melhorias.

Prós

  • Gráficos HTML5 - Qualquer dispositivo com um navegador de internet pode acessar o TradingView. Você não precisa instalar nenhum software e pode visualizar seus gráficos de qualquer lugar.
  • Assinatura gratuita - qualquer pessoa pode acessar a maioria dos recursos disponíveis.
  • Sistema de alerta hospedado pelo servidor - Se você definir um alerta, o TradingView manterá o controle em seus próprios servidores. Você não precisa ter o TradingView aberto para receber notificações de alertas.
  • Compatibilidade com a Binance - Embora não seja possível acessar a Binance no site do TradingView, você pode usar o TradingView na interface da Binance. Você pode facilmente comprar e vender criptomoedas na Binance e também criar gráficos de onde estiver.
  • Scripts - Usuários mais avançados podem criar indicadores personalizados que são salvos nos servidores do TradingView. Este recurso usa Pine Script, a linguagem de codificação personalizada do TradingView, que é bem simples de usar.
  • Seleção de ativos - O TradingView oferece uma grande quantidade de informações de ações, títulos, commodities e forex disponíveis para os gráficos. Não estamos limitados apenas às criptomoedas!
  • Backtesting - Depois de desenvolver uma estratégia, é fácil fazer o backtesting usando o recurso embutido na plataforma.

Contras

  • Problemas da comunidade - Embora o conceito da seção "Streams and Ideas" seja interessante, a qualidade do conteúdo oferecido varia muito. Muitos conselhos dados são altamente especulativos e não são muito úteis para novos usuários. Às vezes você também encontrará a famosa "trolagem" na seção de comentários.
  • Suporte ao cliente - A comunidade do TradingView costuma relatar problemas relacionados ao serviço de atendimento e suporte ao cliente do TradingView. Apenas clientes pagantes podem relatar problemas. Os usuários gratuitos não recebem suporte.
  • Integração de corretagem - O TradingView incorporou algumas corretoras e plataformas de trading, mas as opções ainda são bastante limitadas.
  • Dados da Cboe BZX - Os preços do TradingView para ações dos EUA não vêm diretamente de seus mercados de ações associados. As ações da NASDAQ, por exemplo, obtêm seu preço na exchange Cboe BZX, que pode apresentar uma pequena diferença em relação ao preço real. Geralmente, os dados em tempo real de uma exchange são disponibilizados mediante o pagamento de uma taxa.


Considerações finais

Para quem procura uma solução gratuita com uma quantidade significativa de ferramentas disponíveis, o TradingView é uma sólida opção. Seu material educacional também é de acesso gratuito e aborda, com detalhes, os conceitos básicos de gráficos e indicadores técnicos.

O lado social, no entanto, não é tão forte. As salas de bate-papo geralmente contêm conselhos especulativos que você deveria evitar. Esse fator torna os aspectos sociais menos valiosos para os iniciantes, pois é necessário avaliar e filtrar bons e maus conselhos.

De qualquer forma, vale a pena experimentar o TradingView com todas as suas ferramentas de gráfico. É também uma ótima plataforma para o backtest de estratégias de trading. A análise técnica é um tópico mais profundo. Uma conta gratuita é mais do que o suficiente para você explorar.

Isenção de responsabilidade: o conteúdo apresentado aqui é para fins educacionais. Este artigo não representa um endosso ou recomendação e as informações fornecidas não devem ser consideradas como aconselhamento financeiro. Todas as capturas de tela foram tiradas do site oficial do TradingView e estão de acordo com seus Termos de Uso.