12 Termos que Todo Trader de Cripto Deveria Saber

Compartilhar
Copied to clipboard!
12 Termos que Todo Trader de Cripto Deveria Saber

Estou sem tempo para ler, dá para resumir?


Introdução

Seja você um trader do mercado de ações, day trader de Forex ou um novo trader de criptomoedas, existem termos de trading que talvez você não conheça. FOMO, ROI, ATH, HODL, o que tudo isso significa? Atividades de trading e de investimento têm linguagens específica e pode ser um desafio aprender todos esses novos termos. No entanto, eles podem ser muito úteis se você tem interesse em acompanhar os mercados financeiros.

Neste artigo, separamos alguns dos termos de trading que consideramos mais importantes para traders de criptomoedas.


1. Fear, Uncertainty, and Doubt (FUD)

Fear, Uncertainty, and Doubt (FUD)


Embora não seja um termo exclusivo de trading, FUD é frequentemente usado no contexto dos mercados financeiros. FUD é uma estratégia que desacredita determinada empresa, produto ou projeto, espalhando informações incorretas sobre ele. O objetivo é espalhar medo e insegurança para obter alguma vantagem. Pode ser uma vantagem competitiva ou tática, ou ainda, uma ação com objetivo de lucrar com a queda de preço das ações, causada por notícias negativas.

O FUD é bastante comum no ambiente das criptomoedas. Em muitos casos, investidores podem entrar em uma posição short em um ativo e em seguida, divulgar notícias potencialmente prejudiciais ou enganosas. Dessa forma, grandes lucros podem ser obtidos com vendas short ou compra de opções Put. Eles também podem se posicionar antecipadamente em negociações over-the-counter (OTC).

Muitas vezes, as informações acabam sendo falsas ou enganosas. Em alguns casos, porém, é verdade. É sempre bom tentar considerar todos os diferentes argumentos. Pode ser uma boa ideia pensar sobre quais incentivos as pessoas podem ter ao publicar determinadas opiniões.


2. Fear Of Missing Out (FOMO)

FOMO é o medo de perder uma oportunidade. É a emoção que investidores sentem quando se juntam para comprar um ativo com medo de perder uma chance de lucro. Como envolve fortes emoções, o FOMO de um grande número de pessoas pode levar a movimentos parabólicos de preços. Investidores fazendo 'FOMO-ing' de um ativo para outro, como em um jogo de cadeiras, pode indicar que o mercado está nos estágios finais de um bull market (mercado de alta).

Se você leu nosso artigo sobre Erros Comuns em Análise Técnica (TA), sabe que condições extremas de mercado podem alterar os padrões dos mesmos. Quando existe um descontrole emocional, muitos investidores podem assumir posições por FOMO. Isso causar movimentos prolongados em ambas as direções e pode surpreender muitos traders que tentam fazer o que chamamos de contra-trading, ou seja, fazer trades no sentido contrário da maioria.

O FOMO também é considerado ao se desenvolver aplicativos de redes sociais. Você já se perguntou por que costuma ser difícil visualizar postagens de redes sociais em ordem estritamente cronológica? Isso também está relacionado ao FOMO. Se os usuários pudessem ver todas as postagens desde o último login, eles teriam a sensação de que já viram todas as postagens mais recentes.

Ao misturar deliberadamente postagens recentes e mais antigas na "timeline" (linha do tempo), o objetivo das redes sociais é gerar FOMO nos usuários. Dessa forma, os usuários continuam checando várias vezes com a sensação de que podem perder algo importante.


3. HODL

HODL é um termo derivado de um erro ortográfico da palavra "hold" (manter). Para as criptomoedas, é basicamente o termo equivalente à estratégia Buy and Hold (comprar e manter). HODL apareceu originalmente em uma publicação - agora muito conhecida - no fórum BitcoinTalk em 2013. O título continha um erro ortográfico: "I AM HODLING." 

O ato de "HODLing" significa manter os investimentos apesar das quedas de preços. O termo também é usado no contexto de investidores ("HODLers") que não são bons em trading a curto prazo, mas desejam ter exposição ao preço de criptomoedas. Também pode ser utilizado por investidores que têm grande convicção em determinada moeda e decidem manter seu investimento a longo prazo.

A estratégia de HODLing é semelhante à estratégia de investimento Buy and Hold (comprar e manter) dos mercados tradicionais. Os investidores de Buy and Hold tentam encontrar ativos subvalorizados e mantê-los por um período de tempo maior. Muitos investidores adotam essa estratégia para o Bitcoin.

Se você leu nosso artigo sobre Dollar-Cost Averaging (DCA), sabe que essa teria sido uma estratégia altamente lucrativa para o Bitcoin. Se você tivesse comprado apenas $10 de BTC toda semana, nos últimos cinco anos, teria aumentado mais de sete vezes o seu investimento inicial!


4. BUIDL

O termo BUIDL é derivado do HODL. Geralmente descreve participantes da indústria de criptomoedas que continuam a crescer, independentemente das flutuações de preço. A ideia é que os usuários que realmente acreditam na indústria de criptomoedas, continuem construindo o ecossistema, independentemente do comportamento do mercado. Ou seja, os "BUIDLers" realmente se preocupam com o que a tecnologia blockchain e as criptomoedas podem trazer para o mundo e trabalham ativamente para atingir esse objetivo.

BUIDL é uma mentalidade que mostra como as criptomoedas não tratam apenas de especulação, mas também de levar essa tecnologia para as massas. Essa ideia serve como um lembrete para continuar construindo a infraestrutura que pode muito bem servir a bilhões de pessoas no futuro. Além disso, os BUIDLers entendem que as equipes que continuam construindo com uma mentalidade de longo prazo, provavelmente terão mais sucesso com o passar do tempo.


5. SAFU

Secure Asset fund for Users (SAFU)


O termo SAFU surgiu de um meme enviado por Bizonacci. Ele incorporou o CEO da Binance, Changpeng Zhao (CZ), dizendo "funds are safe" ("os fundos estão seguros") durante a manutenção não programada da plataforma.

O vídeo se tornou um "viral" no ambiente das criptomoedas. Como resposta, a Binance lançou o Secure Asset Fund for Users (SAFU), um fundo de seguro de emergência, financiado por 10% das taxas de trading. Esses fundos são armazenados em uma cold wallet separada. A ideia é que o SAFU possa cobrir a perda de fundos em casos extremos, oferecendo uma camada adicional de proteção aos usuários da Binance. É por isso que você talvez conheça a frase "funds are safu".


6. Retorno sobre o investimento (ROI)

O Retorno sobre o Investimento (ROI) é uma forma de medir o desempenho de um investimento. O ROI mede o retorno de um investimento em relação ao custo original. Também é uma maneira conveniente de comparar o desempenho de diferentes investimentos.

Veja como calculamos o ROI. A partir do valor atual de investimento, subtraímos o custo original do investimento. Então, dividimos esse valor pelo custo original.

ROI = (Valor Atual - Custo Original) / Custo Original

Digamos que você comprou Bitcoin a $6.000 e o atual preço de mercado é de $8.000.

ROI = 8000-6000/6000

ROI = 0,33

Ou seja, o valor está 33% acima do seu investimento original. Para um cálculo mais preciso, vale a pena considerar também as taxas (ou juros) que você deve pagar.

No entanto, esses números não dizem tudo. Ao comparar investimentos, outros fatores também estão em jogo. Quais são os riscos? Qual é o período de tempo? Quão líquido é o ativo? Slippage pode afetar o preço de compra? O ROI não é a métrica final por si só, mas é uma ferramenta útil para medir o desempenho de seus investimentos.

Calcular o tamanho da posição é fundamental quando se pensa no retorno sobre investimento. Se quiser saber sobre uma fórmula simples que o ajudará a gerenciar riscos de maneira eficaz, confira nosso artigo Como Calcular o Tamanho da Posição em Trading.


7. All-Time High (ATH)

É bem provável que este não precise de explicações. O All-Time High é o maior preço já registrado de um ativo. Por exemplo, o ATH do Bitcoin durante o mercado de alta de 2017 foi 19.798,86 USDT no par BTC/USDT na Binance. Ou seja, este foi o preço mais alto pelo qual o Bitcoin já foi negociado para esse par de trading.

Um aspecto atraente de um ativo que atinge o recorde histórico é a ideia de que quase todo mundo que já comprou obteve lucro. Se um ativo estiver em um bear market (mercado de baixa) prolongado, muitos traders que estão mantendo posições de prejuízo, provavelmente vão querer sair do mercado quando sua posição atingir o ponto de equilíbrio.

No entanto, se o ativo ultrapassar o valor recorde, não sobrará nenhum vendedor esperando para sair do ponto de equilíbrio. É por isso que alguns chamam as quebras de recorde de "blue sky breakouts" (algo como "rupturas de céu azul"), já que não existem, necessariamente, áreas de resistência obviamente visíveis.

As quebras de recorde também costumam estar acompanhadas de um pico no volume de trading. Por quê? Os day traders também podem aproveitar a oportunidade com ordens a mercado para obter lucro rápido e vender por um preço mais alto. 

Esse rompimento do ATH significa que o preço continuará subindo para sempre? Claro que não. Traders e investidores vão sempre buscar lucro e podem definir ordens limite em certos níveis de preços. Principalmente se os valores recordes anteriores continuarem sendo ultrapassados repetidamente.

Movimentos parabólicos de preços muitas vezes resultam em quedas muito acentuadas, já que muitos investidores rapidamente saem de suas posições quando percebem que a tendência de alta pode estar chegando ao fim. Veja, por exemplo, a queda de preço do Bitcoin, após o rápido aumento para $20.000, em dezembro de 2017.


Queda do Bitcoin de $20.000 para $11.000 em cinco dias.

Queda do Bitcoin de $20.000 para $11.000 em cinco dias.



Depois de atingir o ATH de $19.798,86, o Bitcoin caiu quase 45% em questão de dias. É por isso que é sempre importante gerenciar riscos e definir um stop-loss.


8. All-Time-Low (ATL)

É o oposto do ATH, ou seja, o valor mínimo. É o preço mais baixo já registrado de um ativo. Por exemplo, o valor mínimo registrado para a BNB foi de 0,5 USDT par o par BNB/USDT, no primeiro dia de trading do ativo.

Da mesma forma que o ATH, a quebra do recorde de valor mínimo de um ativo também pode ter consequências parecidas – mas na direção oposta. Quando o ATL é ultrapassado, muitas ordens Stop-Loss podem ser acionadas, ocasionando uma queda brusca do preço.

Como não há histórico de preços abaixo do valor mínimo anterior, o valor de mercado pode continuar caindo cada vez mais. Além disso, não existem pontos necessariamente lógicos para que essa tendência se reverta, portanto comprar durante esses momentos é uma estratégia arriscada.

Antes de sequer considerar entrar em uma posição long, muitos traders esperam até que uma mudança de tendência seja confirmada através de uma média móvel ou de algum outro indicador importante. Caso contrário, eles podem acabar fazendo holding da bag (ou seja, do valor em questão) por um longo período, presos em uma posição que cai cada vez mais.


Pensando em investir em criptomoedas? Compre Bitcoin na Binance! 


9. Do Your Own Research (DYOR)

Do Your Own Research (DYOR)


Quando se trata de mercados financeiros, DYOR é um termo intimamente relacionado à Análise Fundamental (FA). Significa que os investidores devem fazer suas próprias pesquisas sobre seus investimentos e não depender nem confiar em terceiros para isso. "Não confie, verifique" também é uma frase muito usada nos mercados de criptomoedas.

Investidores de sucesso fazem suas próprias pesquisas e tiram suas próprias conclusões. Sendo assim, qualquer pessoa que queira ter sucesso nos mercados financeiros terá que criar sua própria estratégia de trading exclusiva. Investidores podem ter opiniões completamente diferentes, o que é natural em termos de investimentos e trading. Um deles pode estar bullish (otimista) em relação a um ativo, enquanto outro pode estar bearish (pessimista).

Diferentes opiniões podem se encaixar em diferentes estratégias e vários traders bem-sucedidos terão estratégias bem diferentes. O importante é que cada um tenha feito suas próprias pesquisas e chegado às suas próprias conclusões sobre decisões de investimento.


10. Due Diligence (DD)

O termo Due Diligence (DD) está, de certa forma, relacionado ao termo DYOR. Refere-se à investigação e cuidado que se espera de uma pessoa/empresa racional, antes de estabelecer um acordo com outra parte. 

Quando organizações chegam a um acordo, espera-se que elas conduzam suas devidas diligências. Por quê? Qualquer pessoa/empresa racional quer garantir que o acordo ocorra sem problemas. Caso contrário, como seria possível comparar os potenciais riscos com os benefícios esperados? 

O mesmo é vale para investimentos. Quando investidores estão procurando por potenciais investimentos, eles devem fazer pesquisas e se informar em relação ao projeto, fazendo o possível para considerar todos os potenciais riscos. Caso contrário, eles não terão controle sobre suas decisões de investimento e podem acabar fazendo escolhas erradas.


11. Anti Money Laundering (AML)

Anti Money Laundering (AML) (em português, Anti-Lavagem de Dinheiro) refere-se a uma série de regulamentos, leis e procedimentos que têm como objetivo evitar que criminosos escondam dinheiro obtido ilegalmente, disfarçando o valor como renda legítima. Os procedimentos de AML dificultam muito as tentativas de lavagem de dinheiro.

Criminosos sempre procuram formas de ocultar a origem de seus fundos. Devido à complexidade dos mercados financeiros, talvez existam muitas maneiras diferentes de fazer isso. Produtos derivativos originados de outros produtos derivativos ou outras atividades de mercado complexas podem dificultar o rastreamento da fonte (embora não seja uma tarefa impossível).

Os regulamentos de AML exigem que instituições financeiras monitorem as transações de seus clientes e informem sobre atividades suspeitas. Desta forma, os criminosos têm menos chances de se safar com a lavagem de fundos obtidos ilegalmente.


12. Know Your Customer (KYC)

As bolsas de valores e plataformas de trading devem cumprir as diretrizes nacionais e internacionais. Por exemplo, a Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) e a NASDAQ devem cumprir as regulamentações estabelecidas pelo governo dos Estados Unidos.

As diretrizes do Know Your Customer (KYC) ou Know Your Client (em português, Conheça seu Cliente) garantem que instituições que facilitam a negociação de instrumentos financeiros verifiquem a identidade de seus clientes. Por que isso é importante? O principal motivo é minimizar o risco de lavagem de dinheiro.

Além disso, as regulamentações KYC não são válidas apenas para participantes do setor financeiro. Muitos outros segmentos também exigem o cumprimento dessas diretrizes. O processo KYC é geralmente parte de uma política bem mais ampla contra a lavagem de dinheiro (AML).


Considerações finais

Inicialmente, os termos relacionados ao trading de criptomoeda podem parecer um pouco confusos. Agora você conhece boa parte deles, então pode se sentir mais SAFU com todas essas abreviaturas. Certifique-se de DYOR sobre FUD, não seja convencido por FOMO em uma moeda que atingiu o ATH. Continue HODLING e BUIDling!

Ainda quer saber mais sobre termos de trading de criptomoedas? Confira nossa plataforma de perguntas e respostas, Ask Academy, onde você pode encontrar respostas da comunidade Binance.

Loading