O que é Facebook Libra (Diem)?
Índice
Introdução
O que é Facebook Libra (Diem)?
A Libra do Facebook é uma criptomoeda?
Como funcionará a Libra do Facebook?
O projeto Libra do Facebook é centralizado ou descentralizado?
O sistema de pagamento da Libra
A Libra do Facebook será capaz de substituir o Bitcoin?
Qual é o futuro da Libra (Diem)?
Considerações finais
O que é Facebook Libra (Diem)?
InícioArtigos
O que é Facebook Libra (Diem)?

O que é Facebook Libra (Diem)?

Iniciante
Published Dec 23, 2020Updated Jun 1, 2021
5m

TL;DR

Libra (renomeado para Diem) é um sistema de pagamento proposto pelo Facebook, que usa como base uma blockchain permissioned e terá a função de alimentar um ecossistema para pagamentos digitais e outros serviços financeiros.

Sua moeda, denominada Diem dollar (anteriormente Libra)’será atrelada a uma "cesta" de stablecoins e seu lançamento deve acontecer em 2021. Mas o que mais você precisa saber sobre a criptomoeda do Facebook? Vamos entender um pouco mais sobre isso.


Introdução

O setor de pagamentos digitais apresenta muitas oportunidades. À medida que mais e mais pessoas obtêm acesso à internet através de smartphones com preços mais acessíveis, grande parte da atividade econômica está acontecendo online. Empresas como Paypal, Visa e MasterCard já atendem grande parte dessa demanda. Além disso, muitos projetos no setor cripto também estão desenvolvendo produtos para este setor.

Ao contrário de outros projetos, no entanto, o Facebook já tem uma grande base de usuários. Bem, "grande" pode ser considerado um eufemismo. Durante o terceiro trimestre de 2020, o Facebook tinha cerca de 2,7 bilhões de usuários ativos mensais. Isso pode fazer com que o sistema de pagamento proposto seja um sucesso da noite para o dia. 


O que é Facebook Libra (Diem)?

Libra (Diem) é um sistema de pagamento baseado na tecnologia blockchain proposto pelo Facebook em 2019. O objetivo do projeto é fornecer acesso a serviços financeiros para pessoas que não possuem conta bancária. Alguns de seus membros fundadores são Morgan Beller, David Marcus e Kevin Weil.

O lançamento estava originalmente previsto para 2020, mas foi adiado por vários motivos e é provável que aconteça em 2021.

O projeto Libra será governado pela Libra Association (renomeada para Diem Association), que é uma organização independente com sede em Genebra, Suíça. Dentre os membros, se encontram diversas empresas de blockchain, tecnologia, pagamentos, telecomunicações, investidores de capital de risco e organizações sem fins lucrativos. 

Os membros da Libra Association são responsáveis pela governança, supervisionando a operação do sistema de pagamentos da Libra, os projetos desenvolvidos na blockchain e o fornecimento de subsídios. O Facebook pretende ter 100 membros nessa associação até a data de lançamento.


A Libra do Facebook é uma criptomoeda?

Bem, a Libra é baseada em uma blockchain e utiliza tecnologia de criptografia. Entretanto, o termo criptomoeda geralmente implica algumas propriedades que a Libra não possui.

Se quiser saber mais sobre essas propriedades, você pode encontrar mais detalhes em nosso guia sobre criptomoedas. Resumidamente, no que diz respeito à Libra, seria mais correto chamá-la de moeda digital.


Como funcionará a Libra do Facebook?

A Blockchain Libra (renomeada para Diem Blockchain) é uma blockchain permissioned que representa o núcleo deste sistema de pagamento. E qual é a diferença dela em relação a outras blockchains?
Costumamos falar sobre como blockchains como Bitcoin ou Ethereum são permissionless (não há necessidade de permissão). Isso significa que qualquer pessoa com conexão à Internet pode acessá-las livremente, fazer transações com elas ou criar a partir deles. Não há nenhuma pessoa ou organização controlando o acesso.

No entanto, este não é o caso com uma blockchain permissioned, na qual você precisa de permissão de quem controla a rede para usá-la. Ou ainda, mais especificamente, os aplicativos que você usa precisarão de um acesso especial.

Além disso, por ser uma blockchain permissioned, a Libra não terá funções de mineração ou staking para validação de transações, como em muitas outras blockchains. Em vez disso, ela dependerá de um conjunto de validadores autorizados (membros da Libra Association) para validar as transações.
De acordo com seus criadores, a Libra pode fazer a transição para o sistema de Proof of Stake (PoS) após os primeiros cinco anos. No entanto, isso é muito tempo para um setor crescente com inovações constantes. Então, por que não usar PoS desde o início? Eles explicam sua escolha no whitepaper da Libra. De acordo a visão deles, atualmente não existe um sistema permissionless capaz de suportar bilhões de pessoas efetuando transações.


O projeto Libra do Facebook é centralizado ou descentralizado?

De acordo com muitos na área de blockchain, as blockchains permissioned não são capazes de ser tão descentralizadas quanto as permissionless, já que se assemelham mais a um banco de dados corporativo tradicional.

Nesse sentido, a Libra não é resistente à censura como o Bitcoin e outras criptomoedas. Como os validadores precisam fazer parte da Libra Association, a rede pode acabar sendo relativamente centralizada.
Por outro lado, controlar e vetar quais aplicativos podem interagir com o ledger distribuído pode ter suas vantagens. Por exemplo, pode ser mais fácil excluir aplicativos potencialmente maliciosos ou scams.



O sistema de pagamento da Libra

O sistema de pagamento Libra (renomeado para sistema de pagamento Diem) tem suporte para várias stablecoins de moeda única atreladas a moedas fiduciárias, como o USD, EUR e GBP. Elas funcionam de forma semelhante às stablecoins que você conhece. Seu valor deriva de uma reserva chamada Libra Reserve, que é composta de dinheiro, ativos equivalentes ao dinheiro e títulos de curto prazo do governo.
Além disso, o sistema de pagamento Libra também terá suporte para uma moeda multi-currency chamada Diem Dollar (antiga LBR). É uma espécie de composto de todas essas outras stablecoins e é atrelada a uma "cesta" de ativos que garantem seu valor. Você pode pensar nisso como um stablecoin de stablecoins (e possivelmente outros ativos, como títulos). A ideia é que essas várias formas de colateral (garantia) possam protegê-las da volatilidade – aspecto muito importante para algo que pretende atuar como forma de pagamento.
A criptomoeda Libra será armazenada na carteira Novi (antiga Calibra Wallet). Como é de se esperar, essa carteira digital pode ser integrada a outros produtos de redes sociais, como o Facebook Messenger e o WhatsApp. De acordo com os planos, os usuários poderão converter facilmente entre dólares americanos (ou outras moedas fiduciárias) e a moeda do Facebook.
O código-fonte da Libra, denominado Diem Core, é open-source (código aberto) e escrito em Rust – você mesmo pode dar uma olhada no Diem GitHub. De acordo com os planos, a Libra também terá suporte para contratos inteligentes através de uma linguagem de programação chamada Move.


A Libra do Facebook será capaz de substituir o Bitcoin?

Até o momento, é evidente que a Libra e o Bitcoin são fundamentalmente diferentes e poderiam muito bem coexistir no futuro. Embora ambos sejam considerados sistemas de pagamento digital, eles visam atender a diferentes casos de uso.

O Bitcoin é uma criptomoeda descentralizada e resistente à censura que frequentemente atua como um ativo de reserva ou reserva de valor. A Libra, por outro lado, é uma proposta que conta com uma rede permissioned que sugere um modelo mais centralizado.


Qual é o futuro da Libra (Diem)?

O Facebook tem recebido críticas após os primeiros anúncios sobre a Libra, especialmente de bancos centrais, legisladores e reguladores. Resta saber se eles serão capazes de juntar todos os "blocos de construção" necessários para fazer da Libra um sucesso.


Considerações finais

O projeto Libra é um sistema de pagamento proposto pelo Facebook com base em uma blockchain permissioned. O objetivo é oferecer serviços financeiros para pessoas sem contas bancárias, através dos aplicativos do Facebook.

Ainda tem perguntas sobre a Libra do Facebook e pagamentos digitais? Confira nossa plataforma de perguntas e respostas, Ask Academy, onde a comunidade Binance responde as suas perguntas.
Explore all of of our content