9 Altcoins para Diversificar seu Portfólio
Table of Contents
Introdução
O que é uma altcoin?
Por que devo investir em altcoins?
Tokens de plataforma
Moedas meme
Stablecoins
Moedas DeFi
Considerações finais
9 Altcoins para Diversificar seu Portfólio
HomeArticles
9 Altcoins para Diversificar seu Portfólio

9 Altcoins para Diversificar seu Portfólio

Iniciante
Published Aug 30, 2021Updated Sep 23, 2021
10m

TL;DR

Qualquer moeda que não seja Bitcoin é considerada uma altcoin. Existem diferentes projetos de altcoins. Alguns são blockchains de grande capitalização de mercado, outros são novos e pequenos projetos. As altcoins são consideradas essenciais na diversificação do portfólio de criptomoedas. Ao investir em boas altcoins, você pode reduzir o risco geral de seu portfólio. Investir em diferentes classes de altcoin é uma estratégia de investimento responsável. Essas classes incluem tokens de plataforma, stablecoins, tokens DeFi e até moedas de "memes".


Introdução

Embora o Bitcoin geralmente domine as notícias sobre criptomoedas, as altcoins conquistaram seu espaço nas manchetes. Seja em relação ao aumento de preço da Dogecoin ou às atualizações da Ethereum, é importante estar bem informado antes de investir ou fazer trading de criptomoedas. Atualmente, há uma enorme quantidade de altcoins disponíveis, então vamos dar uma olhada em alguns dos principais projetos, considerando diferentes classes de criptoativos.



O que é uma altcoin?

Uma altcoin é qualquer criptomoeda que não seja o Bitcoin. Como o Bitcoin deu origem ao setor de criptomoedas, todas as outras moedas e tokens tornaram-se alternativas. Há uma grande variedade de altcoins, desde moedas de grande porte como o Ether e o BNB, até tokens de projetos recém-lançados. Altcoins têm sido tradicionalmente associadas a tokens ERC-20 na Ethereum e aos tokens nativos de outras grandes blockchains.


Por que devo investir em altcoins?

Embora o Bitcoin (BTC) seja a criptomoeda mais conhecida e com maior capitalização de mercado, um investidor responsável deve diversificar seu portfólio de investimentos. Para fazer isso no setor cripto, você deve comprar altcoins. Você pode reduzir o risco geral expondo seu portfólio de criptomoedas a diferentes moedas e setores cripto, como Finanças Descentralizadas (DeFi) ou GameFi. Dessa forma, se o preço do Bitcoin cair, seus outros investimentos cripto podem compensar algumas das perdas.


Tokens de plataforma

Algumas blockchains permitem que os usuários criem seus próprios projetos, tokens e até mesmo blockchains interoperáveis. A Ethereum é a plataforma mais conhecida e uma das mais populares, mas outras seguiram seu exemplo e fornecem infraestrutura para novos projetos inovadores.

Ether (ETH)

Ether é o token nativo da plataforma Ethereum, criada em 2015 por Vitalik Buterin e sua equipe de co-fundadores. A Ethereum foi um grande desenvolvimento tecnológico no ecossistema de criptomoedas e é conhecida como blockchain pioneira da segunda geração. 
Ela pegou os princípios de descentralização do Bitcoin e aumentou sua utilidade com códigos programáveis. Esses scripts, conhecidos como Contratos Inteligentes, são auto-executáveis e funcionam de acordo com um conjunto de regras estabelecidas pelo desenvolvedor. Além disso, eles são imutáveis, ou seja, os desenvolvedores não podem alterá-los após a implementação na blockchain.
O Ether é usado como token de utilidade na blockchain. Os usuários devem pagar Ether para todas as transações e interações com contratos inteligentes. Cada tipo de atividade requer uma determinada quantia de Gas, que mede a potência computacional necessária. Um contrato inteligente complicado exigirá mais Gas do que o simples envio de um token ERC-20 de uma carteira para outra. O preço da taxa de Gas é definido de acordo com o bloco ao qual você está adicionando a transação. Esse preço é conhecido como taxa base.
Você também pode fazer staking de Ether e participar da atualização planejada da Ethereum 2.0, recebendo um valor de juros em troca. No entanto, após efetuar o staking, seu Ether ficará bloqueado até o lançamento da Ethereum 2.0, em aproximadamente dois anos. O Ether não tem um limite de fornecimento, mas as taxas de transação são queimadas como um mecanismo deflacionário.

Solana (SOL)

SOL é o token nativo da blockchain Solana, lançada em Março de 2020. O projeto da Solana concentra-se na escalabilidade e usa um novo mecanismo de consenso chamado Proof of History. O Proof of History substitui o registro de data e hora de um bloco e, em vez disso, usa uma função de hash para medir o tempo. Esse mecanismo aumenta significativamente a velocidade da rede. A Solana também possui recursos de contratos inteligentes.

O SOL atua como um token de utilidade na interação com contratos inteligentes e é usado para pagamento de taxas de transação ou Gas. A rede queima uma porcentagem de cada taxa de transação como medida deflacionária. No total, a blockchain vai emitir 489 milhões de tokens SOL. Ao armazenar SOL, você também pode se tornar um validador de rede e participar do mecanismo de consenso Proof of Stake. Validadores e stakers recebem recompensas (tokens SOL) pela adição de novas transações a um bloco.

Polkadot (DOT)

O DOT foi criado em 2017 como token nativo da Polkadot. A blockchain foi desenvolvida por Robert Habermeier, Peter Czaban e o cofundador da Ethereum, Gavin Wood. O projeto DOT se concentra na criação de blockchains interoperáveis e tem três casos de uso principais: governança, staking e oferecer integração/vínculos. 

O modelo de governança do DOT permite que os usuários tomem decisões sobre taxas de rede, atualizações e parachains. Cada parachain é uma blockchain personalizada para um projeto que se conecta à blockchain principal, conhecida como "relay chain" (cadeia de retransmissão).

A Polkadot também usa um mecanismo de consenso Proof of Stake. Os usuários devem fazer staking de DOT para participar. O staking de DOT atua como um desincentivo para que agentes mal-intencionados manipulem a rede, pois eles podem perder seus tokens. 

O DOT também é usado em Leilões de Slot Parachain. Os usuários fazem staking de DOT em projetos para ganhar um slot de parachain. Se o projeto for bem-sucedido, o DOT permanece vinculado até que o aluguel da parachain termine e, em troca, os stakers recebem tokens do projeto.

BNB

BNB é o token nativo da Binance Chain e da Binance Smart Chain. A moeda foi lançada em 2017 na blockchain Ethereum em uma ICO (Oferta Inicial de Moedas) para arrecadar fundos para o desenvolvimento dos serviços de câmbio da Binance.

Em 2019, o BNB mudou para a Binance Chain com um mecanismo de conversão do token ERC-20 em token BEP-2. A Binance DEX (exchange descentralizada) foi construída na Binance Chain e usa o BNB como token de utilidade para pagar taxas reduzidas. Os usuários também devem pagar BNB para fazer transferências na Binance Chain, que tem seu sistema de transações baseado em Gas.
Em setembro de 2020, a Binance Smart Chain (BSC) foi lançada como blockchain paralela à Binance Chain. A BSC é um fork (bifurcação) da blockchain Ethereum e oferece recursos de contrato inteligente. O BNB também é o token nativo da BSC, com o protocolo BEP-20. Ele é usado para pagar taxas de Gas das transações e interações de contratos inteligentes.
Outros casos de uso para o BNB incluem a participação em seu mecanismo de consenso Proof of Staked Authority através do staking de BNB, que oferece taxas menores na corretora Binance Exchange. A cada trimestre, a Binance também realiza a queima de token como um mecanismo deflacionário. Essas queimas continuarão até que 100 milhões de BNB tenham sido destruídos, o que representa metade do fornecimento total de BNB.


Moedas meme

Embora as moedas meme tradicionalmente não forneçam muito valor aos investidores, elas estão oferecendo cada vez mais retornos. Se decidir adicionar uma ao seu portfólio, esteja ciente de que são investimentos de alto risco.

Dogecoin (DOGE)

A Dogecoin foi criada por Jackson Palmer e Billy Markus em dezembro de 2013 como uma espécie de paródia de criptomoedas como o Bitcoin. Sua blockchain é baseada principalmente no funcionamento da Litecoin, mas seu mecanismo de consenso Proof of Work é incompatível com plataformas de mineração SHA-256.

Embora a Dogecoin seja uma sátira da natureza especulativa das criptomoedas, ao longo dos anos a moeda tornou-se uma oportunidade de investimento, oferecendo retornos significativos. A moeda não tem outro caso de uso a não ser facilitar os pagamentos. Comunidades online no Reddit e outras plataformas usaram Dogecoin como forma de gorjeta. A moeda teve um grande aumento de popularidade e crescimento da comunidade online graças ao seu aumento de valor e ao seu mascote meme, Shiba Inu. Elon Musk também demonstrou grande apoio ao projeto, estimulando sua comunidade e alimentando ainda mais o fator "meme".

A Dogecoin originalmente tinha um limite de 100 bilhões de moedas, mas esse limite foi removido. Isso torna a moeda inflacionária, pois os mineradores criam cinco bilhões de novas Dogecoins por ano.


Stablecoins

Adicionar uma stablecoin ao seu portfólio oferece benefícios em termos de liquidez e estabilidade. Stablecoins são ativos de baixo risco e também podem ser usados em produtos para obter rendas passivas. A Binance Earn, por exemplo, oferece várias maneiras de fazer staking de stablecoins e obter rendimentos. Você pode usufruir das propriedades das moedas fiduciárias e de outros ativos estáveis, tudo na blockchain. Stablecoins também são úteis para os investidores, pois permitem que eles se protejam contra a volatilidade dos preços, que discutiremos mais tarde.

BUSD

BUSD é a stablecoin atrelada ao dólar americano (USD) criada pela parceria da Binance e da Paxos. Ao contrário de algumas outras stablecoins no mercado de criptomoedas, o BUSD mantém seu vínculo com o dólar americano, em proporção de 1:1, em uma conta bancária. A stablecoin é regulamentada pelo Departamento de Serviços Financeiros do Estado de Nova York (DFS) e passa por auditorias regulares para assegurar a sua garantia (colateralização). 
Você pode comprar BUSD no mercado aberto de criptomoedas ou enviar dólares americanos para a Paxos, que irá criar um novo BUSD e enviá-lo a você. A Binance também oferece opções de compra de stablecoins com moedas fiduciárias. Além disso, é possível converter seu BUSD de volta para dólares usando os mesmos métodos. O BUSD existe na Binance Smart Chain (BSC), Binance Chain e na Ethereum.
Traders e investidores usam BUSD para garantir seus lucros, melhorar a liquidez e evitar flutuações de preço, que são muito comuns no mercado de criptomoedas. Ao comprar cripto através da corretora Binance ou outra Exchange Descentralizada (DEX) da BSC, você verá que o uso do BUSD é muito comum para diversos pares de criptomoedas. Por isso, a stablecoin é um recurso muito valioso para traders e usuários que investem em outros tokens BEP-20.

DAI

DAI é uma stablecoin com garantia em criptomoedas (cripto-colateralizada) criada em dezembro de 2017, atrelada ao dólar americano. Uma Organização Autônoma Descentralizada (DAO) chamada Maker gerenciava a execução do token. Cada token DAI é "super colateralizado". O token tem sua garantia vinculada a criptomoedas para compensar sua volatilidade, permitindo que o preço do DAI permaneça relativamente estável. 

Por exemplo, se o ETH vale US$ 3000, você deverá fornecer 1 ETH para, talvez, receber 2000 DAI. Este cálculo é baseado na suposição de que você precisa de 1,5x do valor como garantia (colateral), mas isso varia de acordo com o mercado. 

Se o preço da sua garantia cair abaixo de um certo nível, você deverá pagar uma taxa ou será liquidado. Muitos usuários fornecem mais garantia do que o necessário para manter a segurança de seus fundos. Se o valor atrelado cair para menos de US$ 1, por exemplo US$ 0,99, os usuários podem resgatar seu valor de garantia por um preço mais baixo. 

Com base em nosso exemplo anterior, suponha que precisamos trocar 2000 DAI por US$ 3000 em ETH. Podemos comprar o DAI por US$ 1980 no mercado aberto, economizando US$ 20. À medida que o preço do DAI diminui, esse desconto se torna ainda maior. Todo o DAI negociado nessa transação é então destruído, reduzindo o fornecimento total. Esse processo ajuda a trazer o valor do DAI de volta para US$ 1. Quando o DAI está acima de US$ 1, ocorre a situação inversa, tornando a emissão de DAI mais barata, aumentando sua oferta no mercado.


Moedas DeFi

Os projetos DeFi estão, cada vez mais, emitindo seus próprios tokens para governança, staking e compartilhamento de lucros. Graças a suas múltiplas utilidades, as moedas são versáteis e oferecem muitas maneiras de se obter renda, que vão além do simples armazenamento (holding). Geralmente, ao comprar moedas DeFi, você pode influenciar o desenvolvimento do projeto usando seu poder de voto.  

UNI

UNI é o token nativo do Uniswap, um Automated Market Maker (AMM) e DEX na Ethereum. Embora o Uniswap tenha sido lançado em novembro de 2018, o token UNI foi criado no final de setembro de 2020, com um fornecimento total de 1 bilhão de UNI. 
Não houve ICO ou venda de moedas, o que é incomum para projetos DeFi. A plataforma distribuiu 40% dos tokens para fundadores, 150 milhões de tokens UNI para usuários anteriores e o restante para pools de mineração de liquidez. O modelo do Uniswap é incrivelmente popular e se dividiu, através de forks, em muitas blockchains diferentes.

O token UNI fornece aos seus detentores (holders) direitos de governança, permitindo-lhes criar e votar em propostas de alterações da plataforma. Você precisa ter pelo menos 1% do fornecimento total (10 milhões de UNI) para fazer uma proposta. Qualquer pessoa que receba o direito de voto uma vez pode votar, contanto que tenha tokens UNI. 

Seu poder de voto é decidido pela quantidade de UNI que você possui. Essas propostas podem incluir mudanças na estrutura de taxas, novas pools ou alterações nas taxas de protocolos. Se um número suficiente de usuários concordar com a alteração das taxas, 0,05% de todas as taxas de troca (swap) do Uniswap podem ser usadas de acordo com o que o sistema de governança decidir.

CAKE

CAKE é um token nativo do PancakeSwap, lançado em setembro de 2020. PancakeSwap é um AMM e DEX na Binance Smart Chain. Sua popularidade aumentou muito. O projeto é, na verdade, um fork do Uniswap da Ethereum. Ele tem um design de token complexo que equilibra a emissão de novas moedas com a queima de antigas. O CAKE não tem um valor de fornecimento máximo e é emitido a cada bloco gerado. Novos tokens são distribuídos aos usuários através de farming, loterias e Syrup Pools.
O PancakeSwap também queima tokens CAKE regularmente por meio de muitos mecanismos. Por exemplo, o projeto queima todo o CAKE gasto na emissão de NFTs, 100% do CAKE arrecadado em ofertas iniciais de farming (IFO) e 0,05% de todos os trades feitos no PancakeSwap V2.

O CAKE também atua como um token de governança que permite aos usuários votar em propostas e alterações no PancakeSwap. Como na maioria das plataformas DeFi, o poder de voto de um usuário é determinado pela quantidade de CAKE que ele possui. Você também pode fazer staking de CAKE para ganhar mais recompensas e tokens do projeto em Syrup Pools.


Considerações finais

Investir em altcoins pode ser uma boa opção para diversificar seu portfólio de criptomoedas. Se você é novo no setor de criptomoedas, estudar alguns dos maiores projetos mencionados aqui é um bom ponto de partida. Normalmente, criptomoedas com grande capitalização de mercado apresentam menos riscos do que projetos menores e mais recentes. No geral, o melhor conselho que podemos oferecer é: antes de investir, sempre faça suas próprias pesquisas sobre qualquer token ou moeda.