Um Guia de Cripto Colecionáveis e Tokens Não Fungíveis (NFTs)
Tabela de Conteúdos
Introdução
O que é um token não fungível (NFT)?
Como funcionam os NFTs?
Para que podem ser usados os NFTs?
Como criar NFTs?
Como comprar NFTs?
A história das CryptoKitties e a Ethereum 
Projetos populares usando NFTs e cripto-colecionáveis
Considerações finais
Um Guia de Cripto Colecionáveis e Tokens Não Fungíveis (NFTs)
Página Inicial
Artigos
Um Guia de Cripto Colecionáveis e Tokens Não Fungíveis (NFTs)

Um Guia de Cripto Colecionáveis e Tokens Não Fungíveis (NFTs)

Intermediário
Publicado em Feb 26, 2020Atualizado em Oct 19, 2022
7m

TL;DR

O NFT é um token criptográfico que não pode ser trocado por outro token idêntico. Esses tokens são totalmente distinguíveis uns dos outros. Eles são únicos e têm quantidades limitadas.

Os NFTs são usados para representar itens do mundo real na blockchain, mas também são usados como colecionáveis digitais. Identidade digital e metaverso são outros setores que utilizam NFTs.

Os NFTs se tornaram populares na cultura dominante como uma nova forma de arte digital. Além disso, eles também têm aplicações potenciais em muitas áreas diferentes, como videogames, identidade digital, licenciamento, certificados ou obras de arte – e permitem até mesmo a propriedade fracionária de itens.

Introdução

O conceito de fungibilidade é fundamental para entender a singularidade dos NFTs. O Bitcoin, por exemplo, é fungível, o que significa que cada Bitcoin tem o mesmo valor de outra unidade de Bitcoin. O mesmo acontece com notas de dólar. Toda nota de cem dólares é igualmente intercambiável por outra nota de mesmo valor. A fungibilidade refere-se assim à propriedade de um ativo cujas unidades individuais são intercambiáveis e essencialmente indistinguíveis umas das outras; todas as moedas fiduciárias e criptomoedas são fungíveis.

O token não fungível desbloqueia diferentes potenciais e casos de uso para a tecnologia blockchain. Esses tokens podem ser exclusivos ou ter uma oferta limitada. Eles podem ser comprados, vendidos e negociados em determinados mercados NFT (marketplaces NFT). Os NFTs também podem representar atributos únicos e se tornar altamente valorizados e procurados por colecionadores e investidores.

Com a compra de NFTs por celebridades e investidores renomados, a popularidade desses ativos no mundo das criptomoedas, bem como no ambiente tradicional de notícias, cresceu muito. Neste artigo, veremos o que são os NFTs, qual sua utilidade e como eles se tornaram um fenômeno dominante.

O que é um NFT?

Um token não fungível (NFT) é um tipo de token criptográfico que representa um ativo exclusivo em uma blockchain. Eles podem ser ativos totalmente digitais ou versões tokenizadas de ativos do mundo real. Como os NFTs não são intercambiáveis entre si, eles também atuam como prova de autenticidade e de propriedade no âmbito digital.

Fungibilidade significa que as unidades individuais de um ativo são intercambiáveis e essencialmente indistinguíveis umas das outras. A fungibilidade é uma propriedade desejável para as moedas porque permite trocas livres e, teoricamente, não há uma forma de saber a história de cada unidade individual. No entanto, essa não é uma característica benéfica para itens colecionáveis.

E se pudéssemos criar ativos digitais semelhantes ao Bitcoin, e adicionar um identificador exclusivo para cada unidade? Isso tornaria cada uma delas diferente de todas as outras unidades (ou seja, seriam ativos não fungíveis). Assim, teríamos uma ampla gama de novos casos de uso. Basicamente, essa é a definição de um NFT.

 

Como funcionam os NFTs?

Existem várias estruturas e sistemas para a criação e emissão de NFTs. O mais importante deles é o ERC-721, um padrão para emissão e trading de ativos não fungíveis na blockchain da Ethereum.

Foram introduzidos outros padrões, como o ERC-1155. Ele permite que um único contrato tenha tokens fungíveis e não fungíveis, abrindo uma nova gama de possibilidades. A padronização da emissão de NFTs permite um maior grau de interoperabilidade, o que é algo benéfico para os usuários. Isso significa que ativos exclusivos (únicos) podem ser transferidos entre deferentes aplicativos e plataformas, com relativa facilidade.

A BNB Chain tem seus próprios padrões de NFT: BEP-721 e BEP-1155. Os dois oferecem funcionalidades semelhantes aos padrões da Ethereum, mencionados anteriormente. Ambos se tornaram boa opções para criadores que desejam emitir NFTs, pois o custo do processo é consideravelmente menor do que na Ethereum.

Assim como outros tokens de blockchain, seus NFTs existirão em um determinado endereço. Vale ressaltar que NFTs não podem ser replicados ou transferidos sem a permissão do proprietário – nem mesmo pelo emissor do NFT. Se você deseja armazenar NFTs e ter um local para visualizá-los, pode fazer isso usando uma carteira com suporte para NFTs, como a Trust Wallet.

Os NFTs podem ser negociados em mercados abertos (conhecidos também como marketplaces), incluindo as plataformas NFT da Binance, BakerySwap (baseada na BNB Chain) e OpenSea (com base na Ethereum). Naturalmente, os NFTs estão propensos às mudanças de preços, que ocorrem em resposta à oferta e demanda do mercado, bem como às tendências culturais às quais alguns dos NFTs estão vinculados.

Mas como esses itens podem ter valor? Assim como qualquer outro item valioso, o valor não é inerente ao objeto em si. Ele é atribuído por pessoas que o consideram valioso. O valor é essencialmente uma crença compartilhada. Nesse contexto, não importa se nos referimos a moedas fiduciárias, veículos ou metais preciosos – essas coisas têm valor porque as pessoas acreditam nisso. É assim que todo item valioso se torna valioso; então, por que seria diferente com colecionáveis digitais?

 

Para que podem ser usados os NFTs?

Os NFTs podem ser usados como itens colecionáveis, produtos de investimento ou servir a muitos outros propósitos funcionais.

Os jogos on-line se tornaram um caso de uso importante para os tokens não fungíveis. A existência de sistemas econômicos em jogos não é uma novidade. Muitos jogos on-line já têm suas próprias economias, o uso da tecnologia blockchain para tokenização de ativos de jogos é apenas mais um caso de sucesso. O uso de NFTs pode potencialmente resolver ou mitigar o problema de inflação, muito comum em diversos jogos.

Enquanto os mundos virtuais estão prosperando com o uso de NFTs, outro caso de uso interessante é a tokenização de ativos do mundo real. Esses NFTs podem representar frações de bens e propriedades do mundo real, que podem ser armazenadas e negociadas como tokens em uma blockchain. Isso proporcionaria um grau de liquidez muito necessário para diversos mercados que, de outra forma, não o teriam. Alguns exemplos são obras de arte, imóveis, itens colecionáveis raros, entre outros.

O setor de Identidade Digital também pode se beneficiar das características dos NFTs. Armazenar dados de identificação e de propriedade na blockchain aumentaria a privacidade e a integridade dos dados para usuários em todo o mundo. Além disso, transferências trustless e simplificadas desses ativos podem minimizar problemas associados ao compartilhamento de dados pessoais.

 

Como criar NFTs?

A criação dos seus próprios NFTs é um processo simples, oferecido por várias corretoras e plataformas de NFT. Para começar, você só precisa de um pouco de saldo em cripto para pagar a taxa de emissão e algo para transformar em um NFT. Você também deve decidir se usará a Ethereum ou a BNB Chain para emitir seu NFT.

A Ethereum tem sido, tradicionalmente, o lar dos NFTs e do seu desenvolvimento. Ela tem uma grande base de usuários e uma comunidade NFT bem estabelecida, mas as taxas de transação podem ser muito altas. Compras, vendas e transações menores acarretam altos custos para os usuários. A BNB Chain é uma blockchain mais recente, mas já apresentou um enorme crescimento em seus mercados de NFT. Além disso, as transações na BNB Chain são muito mais baratas do que na blockchain da Ethereum.

Em nosso guia Como Criar Seus Próprios NFTs, você aprende como é o processo de transformar suas criações em tokens não fungíveis.

 

Popularidade dos NFTs

Um dos primeiros projetos NFT que ganhou visibilidade foi o CryptoKitties, um jogo construído na Ethereum que permite aos jogadores coletar, criar e trocar gatos virtuais.

O CryptoKitties ganhou notoriedade após congestionar a blockchain da Ethereum devido ao alto volume de atividades que gerou na rede. Estima-se que 25% do tráfego da Ethereum em dezembro de 2017 estava relacionado a esses gatos colecionáveis.

Contudo, a popularidade dos NFTs atingiu patamares muito mais significativos no mercado, através de nomes como Eminem, Jimmy Fallon, Stephen Curry, Post Malone e muitas outras celebridades que possuem NFTs do The Bored Ape Yacht Club.

À medida que a popularidade dos NFTs crescia ainda mais, um valor recorde de US$ 69 milhões foi pago na Christie's Auction House em março de 2021, pela obra "Everydays: the First 5000 Days", um NFT criado pelo artista digital Beeple.

Indiscutivelmente, os casos de uso de NFTs relacionados à arte digital são os que chamam mais atenção de celebridades e da mídia, até o momento. No entanto, novos casos de uso continuam surgindo para essa versátil classe de ativos. Os tokens não fungíveis provavelmente terão diversas novas aplicações importantes futuramente.

Como comprar um NFT?

Conforme mencionamos, se quiser comprar tokens não fungíveis, você deve pesquisar nos mercados de NFTs (marketplaces). Mas, não é só isso. Você não pode simplesmente comprar NFTs com um cartão de crédito ou via PayPal. É essencial que você tenha uma carteira cripto e algum saldo de criptomoedas.

Para NFTs da BNB Chain, os preços quase sempre estarão em BNB. Os NFTs da Ethereum geralmente usam o ether (ETH). Ambas as criptomoedas estão disponíveis para compra na corretora Binance. Após comprar a criptomoeda escolhida, transfira os fundos para uma carteira que ofereça recursos para interação com os marketplaces de NFTs.

A Binance Chain Wallet e a MetaMask são boas opções de carteira no formato de extensão de navegador. Ambas são capazes de se conectar a um marketplace de NFT. Você só precisa transferir suas criptomoedas da Binance para sua carteira, acessar o site do marketplace e conectar sua carteira (o botão de conexão geralmente fica no canto superior direito). Tenha cuidado com sites falsos ou suspeitos. Sempre confira atentamente o endereço (URL) e considere salvar a página correta nos favoritos, caso use-a com frequência.

Se você prefere a experiência em dispositivos móveis, confira a Trust Wallet. O aplicativo está disponível para iOS e Android e também oferece suporte para várias blockchains.

 

Considerações finais

Os colecionáveis digitais têm o potencial de ampliar a utilidade da tecnologia blockchain, com um alcance muito maior do que as aplicações financeiras convencionais. Em um futuro próximo, ao representar ativos físicos no mundo digital, os NFTs podem se tornar uma parte vital do ecossistema da Web e da economia em geral.

Os NFTs oferecem diversos casos de uso e é bem provável que muitos desenvolvedores ainda apresentem várias inovações empolgantes para essa promissora tecnologia.